agosto 8, 2019

Zé Pelintra: a sabedoria do malandro

Você conhece o Zé Pelintra? Essa entidade associada à malandragem é um exemplo muito raro do sincretismo afro-brasileiro.

Zé Pelintra é cultuado especialmente na Umbanda, mas também no Catimbó, uma religião de origem indígena presente na Nordeste brasileiro.

Uma das maiores lições de Zé Pelintra pode ser encontrada já na humildade de sua figura, que é um ótimo antídoto contra o preconceito.

Uma pessoa despreparada ou que julga as outras pela aparência pode logo pensar: “mas como pode um malandro ser cultuado e aconselhar as pessoas?”

Para entender isso é preciso conhecer um pouco melhor a energia dessa querida entidade brasileira. Vamos nessa?

Características de Zé Pelintra

Zé Pelintra

Zé Pelintra é considerado como uma falange. Esse termo significa que ele não é o espírito de apenas uma pessoa, mas sim uma congregação de vários espíritos que remontam a um estilo de vida específico.

É um tipo social que pode ser visto em diversos locais e que representa o jeito de muita gente dispersa pelo país.

Ele é um tipo malandro, o famoso “tiozinho” que está sempre bebendo num boteco, sempre sorrindo e com uma longa história marcada em seu rosto, corpo e espírito.

Ainda assim, o mistério dessa calma e sabedoria está nos mitos ao redor de Zé Pelintra, que  apresentam muitas dificuldades e tristezas.

Em um dos mitos de Zé Pelintra, descobrimos que sua família pernambucana morre toda de uma doença contagiosa. Órfão, sobrevive na rua, entre prostitutas e malandros, aprendendo a malícia do mundo. Ainda assim, Zé cresce sem perder a sua postura e sabedoria.

Pessoa alegre e justa, ele passou por cima de muita humilhação e injustiça e, ainda assim, elevou-se como um espírito sem rancores e ódio. É por isso que ele sabe ser justo e respeitoso. Ele tem uma proximidade e bons modos especialmente para com as mulheres e sabe muito bem quando vencer ou abandonar um jogo.

Fundamentos de Zé Pilintra

Como é uma entidade do povo, com hábitos simples, Zé Pelintra (também conhecido como Zé Pilintra, a grafia pode variar) aprecia comidas energéticas como farofa, carne seca, queijo coalho, pirão e tudo o que vier da região Nordeste do Brasil.

É também um grande apreciador de bebidas alcoólicas e de tudo o que tem a ver com a vida boêmia: cervejas, cigarros e cartas de baralho são exemplos.

As cores de sua vestimenta são branco e vermelho.

Seus trajes remetem à elegância dos anos 20 e 30: sapatos brilhosos, chapéu elegante e gravata vermelha.  As peças podem mudar a depender da região.

Zé Pelintra: a sabedoria do malandro
ponto riscado

Na tradições Juremeiras, Mestre Zé usa roupas de pano cru ou camisa xadrez, que podem ser utilizadas em sua representação em regiões mais próximas à zona rural.

Temos aqui na imagem o ponto riscado do Seu Zé Pelintra.

Seu dia de comemoração é 28 de outubro.

Sua saudação é: Saravá, seu Zé!

Por que pedir ajuda a Zé Pilintra?

Essa entidade totalmente brasileira é dotada de saberes muito específicos da vida em sociedade. Como foi uma pessoa marginalizada, muitos obstáculos apareceram em seu caminho.

Zé Pelintra entendeu que para viver com dignidade era preciso muito esforço, muito foco e determinação. Além disso, era preciso viver no momento, deixar o coração puro e a mente aberta.

Por isso tudo, Zé Pelintra tem a capacidade de nos mostrar uma verdade profunda: a de que somos responsáveis pelo nosso bem-estar e pela transformação de nossas almas, mesmo quando o mundo parece estar contra nós.

Afinal, foi por responsabilidade própria que Zé Pelintra decidiu viver uma vida sem rancor, colocando a si mesmo em primeiro plano e entendendo os percursos que a vida lhe reservou.

Ele bebe cachaça, aprecia o jogo e tem plena consciência de que escolheu a vida da malandragem. Além de simbolizar a luta, ele demonstra o prazer de viver, o hedonismo dos mais pobres e oprimidos, sua capacidade de saber experienciar a vida.

Sabedoria de Seu Zé Pelintra

Sabedoria de Zé Pelintra

No Brasil fala-se muito a respeito do malandro e da malandragem, mas não é sempre que ouvimos falar das qualidades espirituais dessa forma de viver e pensar.

O caminho esotérico envolve uma profunda transformação na forma de vivermos e experimentarmos o mundo. Uma delas envolve a aceitação e a verdadeira alquimia de situações difíceis em novas formas de lidar com os problemas.

Em uma das sabedorias de Zé Pelintra, existe a ideia de que a proteção divina não deve te proteger de todos os obstáculos da vida, mas fazer com que mesmo com problemas, os resultados sejam positivos.

Na verdade, sem essas coisas “erradas”, sem as dificuldades no caminho, quanto deixaríamos de aprender?

Se você está sofrendo no seu caminho, a ajuda de Zé Pelintra fará você transformar essa dor em prazer, seu desespero se tornará experiência e calma e seu ódio deverá se transformar em perdão.

E você? Sente-se próximo(a) de Zé Pelintra ou tem curiosidade sobre outras falanges afro-brasileiras? ]Comente e confira nossos conteúdos!

Ponto cantado de Seu Zé Pilintra

Oh, Lapa que assistiu minhas tristezas
Oh, Lapa que viu os meus dias de glória
Quando eu andava
Sempre bem acompanhado
De terno de seda e cachecol
Jogado pro lado

Com meu baralho
Pronto para cartear
Fiz da madrugada
Minha musa e meu altar

Rondava os bares
Todas as noites sem parar
Mas certa noite
Sob a luz do luar

Meu amigo,
Atingido fui ao chão
E com certeza
Atingiram o meu coração

Não foi polícia
Nem otário, não foi nada.
Zé Pilintra foi ao chão
Por amor à madrugada.

Mas o que foi? Qual foi o caso?
Não foi nada!
A mulher que eu amava
Se chamava madrugada

Oh, Lapa que assistiu minhas tristezas
Oh, Lapa que viu os meus dias de glória
Quando eu andava
Muito bem acompanhado
De terno de seda e cachecol
Jogado pro lado

Com meu baralho
Pronto para cartear
Fiz da madrugada
Minha musa e meu altar

Rondava os bares
Todas as noites sem parar,
Mas certa noite
Sob a luz do luar

Meu amigo,
Atingido fui ao chão
E com certeza
Atingiram o meu coração.

Não foi polícia,
Nem otário, não foi nada.
Zé Pilintra foi ao chão
Por amor à madrugada.

Mas o que foi? Qual foi o caso?
Não foi nada!
A mulher que eu amava
Se chamava madrugada

(Salve, seu Zé Pilintra!)

Composição: Simone de Eulina

Oração para Seu Zé Pilintra ajudar no financeiro

“Senhor Zé Pelintra, mensageiro de luz da nossa
Santa Umbanda e de seus Orixás. Permitido por Deus,
Fazes parte daqueles que têm por missão proteger e
Defender as criações divinas e suas vibrações.
Permiti, Senhor Zé Pelintra, que com teus
Conhecimentos, possa eu ter meus caminhos aberto,
Meu corpo fechado e meu espirito defendido de todas
As más vibrações.
Conto com tua proteção e ajuda, a fim de não
Cair nas tentações e armadilhas do mundo terreno
Creio na sagrada Umbanda
Creio nos poderes de Deus
Creio na magia dos Exus
Saravá Umbanda
Saravá Estrada
Saravá Senhor Zé Pelintra
Exu de Lei que me guarda”



Já consultou nossos Tarólogos?

A partir de R$ 9,90


Faça sua consulta online agora mesmo!


Consultores VidaTarot

Coloque um ponto final nas suas dúvidas sobre Amor, Dinheiro, Emprego etc.


Veja também...

setembro 20, 2021

agosto 13, 2021

julho 23, 2021

>