Shiva é um dos Deuses Hindús, que faz parte da Trimurti Sagrada (Trindade), na tradição do hinduísmo.

Ao lado de Brahma – Deus da Criação e Vishnu – Deus da Preservação do Universo, Shiva é considerado o Deus da Transformação; ele destrói a ignorância, as doenças e as inutilidades, enquanto Brahma dá vida e Vishnu mantém o que for benéfico e necessário para o mundo.

Shiva o Deus Hindú da Transformação.

SHIVA – Simbolismos e Regências

É o Senhor do Yoga, que além da prática dos ásanas (posturas com o corpo), é uma filosofia de vida carregada de ensinamentos. Ele é Deus do elemento fogo, que representa a força de vontade, vitalidade, energia, espiritualidade e transformação; tudo que um Iogui desenvolve durante a prática e filosofia do Yoga.

Ele também é um Deus Guerreiro, portanto, nos auxilia em processos desafiadores da vida, em que nos é exigido força extra, coragem, determinação e fé em nós mesmos.

É também considerado um grande Xamã, que possui sabedoria elevada e poderes de cura. Em muitas práticas espirituais, trabalha-se com a energia desse Deus para atingir estados alterados de consciência, através de práticas como meditação, mantras, dança ritualística, consagrações que utilizam algumas medicinas da floresta como a Ayahuasca e o Tabaco, para cachimbo e rapé; com o objetivo de se obter curas através da iluminação espiritual, expansão da consciência e transformações na vida cotidiana.

SHIVA – Algumas faces do Deus Transformador

Quando falamos de “faces” dos deuses, nos referimos aos seus diversos aspéctos divinos, que nos abençoam em diferentes necessidades da vida humana.

Por exemplo, Shiva pode ser invocado na sua face conhecida como Shankara, que é o aspécto meditativo do Deus. Através dessa prática espiritual, é possível canalizar insights com ensinamentos e soluções de problemas, além dos benefícios da meditação para a saúde como: serenidade, qualidade de sono melhorada e disposição diária.

Shiva Nataraja é conhecido como o Dançarino Cósmico. É uma face desse Deus que ajuda a nos expressarmos melhor, seja na dança, na forma de agir, na comunicação, etc.

Nataraja é rodeado de um círculo de chamas, que nos protege das más energias e influências externas, além de promover o êxtase durante alguma atividade, por isso também é associado á sexualidade de forma sagrada, como acontece no Tantrismo (prática e filosofia erótica, com intuito de despertar e cultivar a energia sexual de modo saudável e sagrada).

Enquando Dança, Shiva Nataraja libera sua força destrutiva de cargas desnecessárias e demônios (nossos medos, bloqueios, traumas, tudo que nos impede de sermos nós mesmos livremente).

Shiva Shambo é o Senhor da felicidade plena. Essa face nos acolhe e desperta o real valor que possuímos, ele nos mostra o caminho do bem estar, do coração leve e da paz interior (a verdadeira felicidade que só encontramos dentro de nós). É um aspécto amoroso dele, que ajuda a nos conectar com o amor próprio e o respeito por todos os outros seres ao nosso redor.

Existem outras faces desse Deus hindú, como Lord Rudra – Senhor das Tempestades e do Terror. Esse aspécto é uma forma extrema destrutiva do Deus, que vem quando necessário para eliminar grandes malefícios na Terra.

“MahaKal” também é outro aspécto supremo de Shiva, associado ao Caos do Universo; no conceito conhecido do Caos que a tudo se origina e então tudo, posteriormente, vai fluindo para a Ordem natural da vida.

Há muitos outros aspéctos de Shiva, mas os citados acima são os mais conhecidos e buscados para práticas espirituais.

Shiva o Deus Hindú da Transformação.

SHIVA – Criando uma conexão com a Divindade

Você pode criar seu espaço sagrado, um altar, para cultuar Shiva, mas um detalhe importante! É interessante que tenha também uma devoção ao Deus Ganesha, Senhor dos caminhos e destruidor de obstáculos.

Isso porque Ganesha é filho de Shiva e no hinduísmo segue-se a tradição em antes de fazermos um culto á qualquer outra divindade, Ganesha é honrado primeiro, pois ele nos abre os caminhos para que cheguemos a ter o “acesso” aos outros deuses.

Portanto, você pode criar um altar com alguma imagem de Shiva e outra de Ganesha ao lado, como estatuetas, quadros, Cangas de parede (tecidos indianos popularmente conhecidos e vendidos) enfim, sinta em seu coração.

Um mantra fácil de Shiva é o “OM NAMAH SHIVAYA“, que significa “Eu honro Lord Shiva”.

Neste mantra, independente de qual trabalho façamos com esse poderoso Ser, estamos nos curvando em reverência ao deus e lhe dando as boas vindas em nossa vida.

Você pode sentar de frente para o espaço ou altar, em postura de lótus e meditar por alguns minutos, pode mantrar com a ajuda de um japamala (terço de contas para práticas meditativas) ou colocar outros mantras e músicas para o deus (facilmente encontradas na internet) e inclusive, pode dançar, deixar seu corpo se expressar, como a face de Nataraja faz.

Shiva o Deus Hindú da Transformação.

SHIVA- Algumas correspondências

O melhor dia para se conectar é numa Terça feira, dia do Planeta Marte, que nos desperta o Guerreiro Interior. É um dia propenso á disposição, força e vontade de vencer alguma batalha do dia.

No Sábado é indicado para alguma atividade espiritual de desapego, limpeza energética e encerramentos na vida, pois é um dia regido por Saturno, o Planeta da sabedoria e seriedade.

Incensos indicados para se ofertar ao Deus durante as práticas são: Sândalo, Mirra ou Lótus que promovem conexão espiritual, Sangue de Dragão ou Turmalina Negra que são ótimos para proteção e reenergização e Almíscar que é afrodisíaco, indicado para despertar a energia sexual prazerosa, criativa e materializadora, localizada no chakra básico.

CONCLUSÃO:

Algumas divindades possuem diferentes aspéctos, porque nós seres humanos não somos os mesmos todos os dias. As coisas mudam, passamos por processos na vida muitas vezes desafiadores, outros que nos assustam a ponto de ficarmos bloqueados e assim não evoluímos a nossa consciência.

É aí que possamos recorrer ás divindades que nos abençoam com seus poderes de força espiritual, abertura de caminhos, proteção, coragem para seguirmos em frente com as nossas escolhas e coragem para desapegarmos do que não nos serve mais.

Shiva é uma divindade completa, com todas essas e muitas outras regências.

Mas é fundamental conhecer os simbolismos dos deuses, saber como honrá-los para que os benefícios aconteçam, porém, saiba que os deuses estão em todos os lugares, principalmente dentro de nós!

Então tenha uma mente limpa e um coração leve, para quando se entregar a Shiva, o deus te guie

para a luz mais verdadeira e expansiva do seu Eu Interior. Eleve-se! Transmute!

OM NAMAH SHIVAYA 🙏

Gostou do Artigo? Comente aqui embaixo e compartilhe em suas redes sociais.

Shiva o Deus Hindú da Transformação.
44 Compart.
Twittar
Compartilhar34
Compartilhar
Pin10