outubro 7, 2021

Chockmah: Sabedoria divina.

Palavras-chave:

* Sephirot

* Cabala

* Hermetismo

* Judaísmo

* Árvore da Vida

* Cristianismo

* Yoga

* Princípio Hermético da Polaridade

A Sephirah Chockmah

Chockmah

Na Cabala, Chockmah é a mais elevada das Sephirot do Pilar da Misericórdia” na Árvore da Vida.

Fica no canto inferior direito de Kether, com Binah do lado oposto. Abaixo dela estão as Sephirot de Chesed e Netzach.

É a “Sabedoria” divina.

Seu nome divino é Yah (“Senhor”)

É a “Inteligência Iluminadora” segundo o livro de sabedoria cabalística Sepher Yetzirah.

Sua Imagem Mágica é o patriarca barbudo, arquétipo do sábio.

No Tarot corresponde aos quatro Dois (de Espadas, Copas, Ouros e Paus) e às cartas dos Reis.

Sua cor principal é o cinza.

É regida pelo arcanjo Ratziel ou Raziel, da hoste angélica dos Auphanium ou Ophanim.

Chockmah e Raziel

Chockmah e Raziel

Chockmah é a energia criativa da sabedoria divina.

E Raziel (seu nome significa “Segredo de Deus”), seu regente,é um arcanjo conhecido como “anjo do mistério” ou “guardião dos segredos”.

Na tradição judaica, ele foi o autor de um livro que continha todo o conhecimento celeste e terreno, o Sefer Raziel HaMalakh (ou “Livro de Raziel, o anjo”).

O livro, inicialmente escrito em hebraico e aramaico, também foi traduzido para o latim com o nome de Liber Razielis Archangeli e, no século XIII, um manuscrito dele foi produzido sob o patrocínio de Afonso X de Castela.

Diz a lenda que o anjo levou seu livro a Adão, mas os outros anjos, furiosos de inveja (e, portanto, anjos caídos), roubaram o precioso livro e o jogaram no mar.

Então Deus ordenou que Raabe, mais tarde conhecido como Rafael ou o Arcanjo Rafael, o trouxesse de volta à superfície e o devolvesse a Adão.

Raabe obedeceu, caso contrário ele seria severamente punido, e o livro assim ficou com os homens.

A palavra Chokmah

Chokmah é a palavra hebraica bíblica traduzida como “Sabedoria” nas versões da Bíblia em outras línguas.

É da mesma raiz da palavra árabe também traduzida como “sabedoria”, hikma.

O adjetivo ḥaḵam, ou seja “sábio”, é usado como um termo de honra.

Talmid Chacham (literalmente “estudante de um sábio”) é o termo para um estudioso da Torá, enquanto o hakham Bashi é um rabino principal.

O Talmud descreve o conhecimento da ordem talmúdica de Kodshim como um alto nível de sabedoria, de chokhmah.

Características e funções de Chockmah

Chockmah

Sabemos que Kether representa “o Ser Substancial”, isto é, o espírito e a matéria indiferenciados, que contêm em essência e potencial as outras nove Sephiroth e que as origina com um processo que pode ser descrito em termos matemáticos.

Para a pergunta: “Como pôde ter surgido o número dois?”, Mathers fornece a seguinte resposta: “Refletindo a si mesmo”

Chokmah, como emanação, é então a Sephirot que mais se aproxima de Kether, sendo quase sua duplicata.

É uma Sephirah dinâmica, que flui com energia ilimitada.

Seria bom nos acostumarmos a vê-la como um canal para a passagem de força, a força que mais diretamente deriva de Kether e, portanto, mais se assemelha a ela.

É definida pelo Sepher Yetzirah como “Inteligência Iluminadora” ou “Sabedoria”.

Será então Binah, a terceira Sephirah, a receber sua influência emanante e Binah é a primeira Sephirah que organiza e estabiliza a força.

Chokmah, sendo a primeira energia ou Sephirah que emana de Kether (“Coroa” ou “Primeiro Móvel”) representa a Sabedoria e é o braço direito de Kether, o doador de todas as coisas criadas.

Chockmah sempre foi considerado o Pai em todas as culturas.

Em Chokmah, temos como simbologia o lingam dos hindus, as falos dos gregos e os menires, as pedras erguidas, os totens, as torres e os cetros.

No entanto, não devemos pensar que representa o sexo masculino em seu sentido terreno, até porque é uma esfera muito elevada.

O que temos são símbolos para entendê-lo como uma força dinâmica e positiva.

Enquanto a força estática, latente, potencial e inerte é considerada feminina, até receber um estímulo ou semente, a força dinâmica e doadora é considerada masculina.

Não é possível entender Chokmah sem considerar sua parceira Binah, a parte feminina. Em Chokmah e Binah, temos o positivo e o negativo arquetípicos. Masculinidade e feminilidade primordiais, estabelecidas quando “O rosto não olhava para o rosto” (trecho do Zohar) e a manifestação era incipiente.

É a partir desses pares de opostos primários que surgem os Pilares do Universo. A partir deles a rede do cosmo é tecida.

Polaridade é a lei que regula e permite a descida da força e a ascensão da mesma.

Polaridade que é uma das leis herméticas: “Tudo é duplo, tudo tem dois polos, tudo tem o seu oposto. O igual e o desigual são a mesma coisa. Os extremos se tocam. Todas as verdades são meias-verdades. Todos os paradoxos podem ser reconciliados.”

Chokmah é a Sephirah da qual o pilar masculino se origina, que também inclui Chesed e Netzach. É considerado o Pilar da Graça, pois o tipo de força que ele fornece é dinâmico, masculino e estimulante da criação e evolução.

Isso enquanto Binah, juntamente com Geburah e Hod, dá origem ao Pilar da Severidade, que é o construtor de formas.

E a forma, embora seja a construtora e organizadora da força criativa, também a limita.

A forma então se torna um obstáculo à evolução e, portanto, é responsável pela decadência e pela morte.

Nenhuma forma pode ser infinita ou eterna. A morte está implícita no nascimento e o útero materno é a porta de entrada para a matéria que sacrifica a Força

Nessas duas primeiras Sephiroth emparelhadas, temos não apenas a chave para o sexo e a evolução, mas também para a alternância de nossos processos e tempos fisiológicos e históricos, como na história das nações: durante a qual atividades e responsabilidades, construção e destruição, prevalecem alternadamente.

Alguns impérios caem, outros se erguem.

O conhecimento da periodicidade desses ciclos faz parte de uma sabedoria antiga, secreta e protegida pelos iniciados e é elaborado astrológica e cabalisticamente.

E ao se ver o sexo como uma força polarizadora ou como uma força atrativa em todos os níveis e para todas as coisas, encontraremos a chave para uma correta compreensão do próprio sexo.

Ele é geração pelo encontro de opostos. É força que se faz movimento.

É o dois, pois o um neste caso não produz frutos. São necessários dois para produzir um novo um, e neste caso da Cabala seriam Chockmah e Binah.

Chockmah


Marcello Salvaggio
logotipo amazon

Marcello Salvaggio


Sou escritor e pesquisador nas áreas da religião, da literatura, do misticismo e da história.
Considero a espiritualidade a chave fundamental para o entendimento de nossas vidas, para encontrarmos o verdadeiro sentido de nossa existência, e todo meu trabalho é orientado nesse sentido.
Tenho livros publicados no Brasil e na Itália e sou formado em Letras pela USP e auricoloterapia pelo instituto EOMA, escola especializada em acupuntura e em outros ramos da medicina tradicional chinesa.
No campo da terapia e do aconselhamento, considero essenciais a empatia e o respeito ao livre-arbítrio alheio.

Dúvidas no Amor?

Dinheiro?

Emprego?


Nossos Tarólogos Online respondem tudo!


A partir de R$ 9,90

Consultores VidaTarot

Coloque um ponto final nas suas dúvidas agora mesmo!


Veja também...

outubro 14, 2021

outubro 4, 2021

setembro 30, 2021

>