Salmos para se aproximar de Deus: orações poderosas

O livro de Salmos é um dos mais conhecidos e lidos da Bíblia Cristã. Contendo cerca de 150 textos é muito utilizado para evangelização e em cultos (nas igrejas e templos evangélicos, católicos e mórmons e também nos centros espíritas kardecistas e no judaísmo).

Escrito por diversos autores, muitos deles desconhecidos, cerca de novecentos anos antes de Cristo, têm sua autoria frequentemente associada ao rei Davi (que redigiu pelo menos 73 deles). Acredita-se que os autores estavam sobre a ação do Espírito Santo para escrever.

A palavra Salmo tem origem grega e significa “canção” ou “hino”. A coleção completa de Salmos é denominada Saltério. Eles narram experiências humanas – como vitória, alegria, medo, perseguição e arrependimento – e expressam emoções de homens espiritualizados e de pecadores.

Conta a tradição Cristã que Jesus citou os Salmos várias vezes durante sua trajetória. Frases retiradas deste livro também estão presentes no Novo Testamento proferidos por outros autores. Estes textos sagrados trazem uma enorme sensação de paz que acalma o coração e a mente. São uma verdadeira fonte de inspiração e devoção. Essas palavras de louvor nos inspiraram, nos confortam e nos corrigem.

Os Salmos mais conhecidos:

Seguem os 4 salvos mais conhecidos para suas orações:

Salmo 23

  1. O Senhor é o meu pastor, nada me faltará.
    2. Deitar-me faz em verdes pastos, guia-me mansamente a águas tranquilas.
    3. Refrigera a minha alma; guia-me pelas veredas da justiça, por amor do seu nome.
    4. Ainda que eu andasse pelo vale da sombra da morte, não temeria mal algum, porque Tu estás comigo; a tua vara e o teu cajado me consolam.
    5. Preparas uma mesa perante a mim na presença dos meus inimigos, unges a minha cabeça com óleo, o meu cálice transborda.
    6. Certamente que a bondade e a misericórdia divina me seguirão todos os dias da minha vida; e habitarei na casa do Senhor por longos dias.

Salmo 37

1. Não te indignes por causa dos malfeitores, nem tenhas inveja dos que praticam a iniqüidade.
2. Pois eles dentro em breve definharão como a relva e murcharão como a erva verde.
3. Confia no SENHOR e faze o bem; habita na terra e alimenta-te da verdade.
4. Agrada-te do SENHOR, e ele satisfará os desejos do teu coração.
5. Entrega o teu caminho ao SENHOR, confia nele, e o mais ele fará.
6. Fará sobressair a tua justiça como a luz e o teu direito, como o sol ao meio-dia.
7. Descansa no SENHOR e espera nele, não te irrites por causa do homem que prospera em seu caminho, por causa do que leva a cabo os seus maus desígnios.
8. Deixa a ira, abandona o furor; não te impacientes; certamente, isso acabará mal.
9. Porque os malfeitores serão exterminados, mas os que esperam no SENHOR possuirão a terra.
10. Mais um pouco de tempo, e já não existirá o ímpio; procurarás o seu lugar e não o acharás.
11. Mas os mansos herdarão a terra e se deleitarão na abundância de paz.
12. Trama o ímpio contra o justo e contra ele ringe os dentes.
13. Rir-se-á dele o Senhor, pois vê estar-se aproximando o seu dia.
14. Os ímpios arrancam da espada e distendem o arco para abater o pobre e necessitado, para matar os que trilham o reto caminho.
15. A sua espada, porém, lhes traspassará o próprio coração, e os seus arcos serão espedaçados.
16. Mais vale o pouco do justo que a abundância de muitos ímpios.
17. Pois os braços dos ímpios serão quebrados, mas os justos, o SENHOR os sustém.
18. O SENHOR conhece os dias dos íntegros; a herança deles permanecerá para sempre.
19. Não serão envergonhados nos dias do mal e nos dias da fome se fartarão.
20. Os ímpios, no entanto, perecerão, e os inimigos do SENHOR serão como o viço das pastagens; serão aniquilados e se desfarão em fumaça.
21. O ímpio pede emprestado e não paga; o justo, porém, se compadece e dá.
22. Aqueles a quem o SENHOR abençoa possuirão a terra; e serão exterminados aqueles a quem amaldiçoa.
23. O SENHOR firma os passos do homem bom e no seu caminho se compraz;
24. Se cair, não ficará prostrado, porque o SENHOR o segura pela mão.
25. Fui moço e já, agora, sou velho, porém jamais vi o justo desamparado, nem a sua descendência a mendigar o pão.
26. É sempre compassivo e empresta, e a sua descendência será uma bênção.
27. Aparta-te do mal e faze o bem, e será perpétua a tua morada.
28. Pois o SENHOR ama a justiça e não desampara os seus santos; serão preservados para sempre, mas a descendência dos ímpios será exterminada.
29. Os justos herdarão a terra e nela habitarão para sempre.
30. A boca do justo profere a sabedoria, e a sua língua fala o que é justo.

 

 Salmo 51

  1. Compadece-te de mim, ó Deus, segundo a tua benignidade; apaga as minhas transgressões, segundo a multidão das tuas misericórdias.
    2. Lava-me completamente da minha iniquidade, e purifica-me do meu pecado.
    3. Pois eu conheço as minhas transgressões, e o meu pecado está sempre diante de mim.
    4. Contra ti, contra ti somente, pequei, e fiz o que é mau diante dos teus olhos; de sorte que és justificado em falares, e inculpável em julgares.
    5. Eis que eu nasci em iniquidade, e em pecado me concedeu minha mãe.
    6. Eis que desejas que a verdade esteja no íntimo; faze-me, pois, conhecer a sabedoria no secreto da minha alma.
    7. Purifica-me com hissopo, e ficarei limpo; lava-me, e ficarei mais alvo do que a neve.
    8. Faze-me ouvir júbilo e alegria, para que se regozijem os ossos que esmagaste.
    9. Esconde o teu rosto dos meus pecados, e apaga todas as minhas iniquidades.
    10. Cria em mim, ó Deus, um coração puro, e renova em mim um espírito estável.
    11. Não me lances fora da tua presença, e não retire de mim o teu santo Espírito.
    12. Restitui-me a alegria da tua salvação, e sustém-me com um espírito voluntário.
    13. Então ensinarei aos transgressores os teus caminhos, e pecadores se converterão a ti.
    14. Livra-me dos crimes de sangue, ó Deus, Deus da minha salvação, e a minha língua cantará alegremente a tua justiça.
    15. Abre, Senhor, os meus lábios, e a minha boca proclamará o teu louvor.
    16. Pois tu não te comprazes em sacrifícios; se eu te oferecesse holocaustos, tu não te deleitarias.
    17. O sacrifício aceitável a Deus é o espírito quebrantado; ao coração quebrantado e contrito não desprezarás, ó Deus.
    18. Faze o bem a Sião, segundo a tua boa vontade; edifica os muros de Jerusalém.
    19. Então te agradarás de sacrifícios de justiça dos holocaustos e das ofertas queimadas; então serão oferecidos novilhos sobre o teu altar.

 Salmo 91

  1. Aquele que habita no esconderijo do Altíssimo, à sombra do Todo-Poderoso descansará.
  2. Direi do Senhor: Ele é o meu refúgio e a minha fortaleza, o meu Deus, em quem confio.
  3. Porque ele te livra do laço do passarinho, e da peste perniciosa.
  4. Ele te cobre com as suas penas, e debaixo das suas asas encontras refúgio; a sua verdade é escudo e broquel.
  5. Não temerás os terrores da noite, nem a seta que voe de dia,
  6. Nem peste que anda na escuridão, nem mortandade que assole ao meio-dia.
  7. Mil poderão cair ao teu lado, e dez mil à tua direita; mas tu não serás atingido.
  8. Somente com os teus olhos contemplarás, e verás a recompensa dos ímpios.
  9. Porquanto fizeste do Senhor o teu refúgio, e do Altíssimo a tua habitação,
  10. Nenhum mal te sucederá, nem praga alguma chegará à tua tenda.
  11. Porque aos seus anjos dará ordem a teu respeito, para te guardarem em todos os teus caminhos.
  12. Eles te susterão nas suas mãos, para que não tropeces em alguma pedra.
  13. Pisarás o leão e a áspide; calcarás aos pés o filho do leão e a serpente.
  14. Pois que tanto me amou, eu o livrarei; pô-lo-ei num alto retiro, porque ele conhece o meu nome.
  15. Quando ele me invocar, eu lhe responderei; estarei com ele na angústia, livrá-lo-ei, e o honrarei.
  16. Com longura de dias fartá-lo-ei, e lhe mostrarei a minha salvação.

 

  1. salmos