As diversas apresentações da Pomba Gira, entidade de muitas faces

A Pomba Gira é uma entidade das religiões de matriz africana Umbanda e Candomblé. Originária dos cultos de Angola, ela é considerada por alguns como a versão feminina de Exu. Os primeiros relatos de sua aparição surgiram no início do século XX.

Algumas pessoas crêem que a Pomba Gira é o espírito de prostitutas, que ao morrer se transformaram em entidades espirituais que regressam à Terra para evoluir ajudando os seres humanos. O que não se pode negar é que é um espírito profundamente conhecedor das paixões humanas. Acredita-se que ela abre os caminhos para as conquistas daqueles que a procuram.

O arquétipo da Pomba Gira é o de uma mulher liberta das convenções sociais, exibida, provocante, luxuriosa, sensual, liberta da submissão masculina, com fala alta e risada estridente, jeito faceiro, que gosta de dançar, assim como bebe champanhe e fuma muitos cigarros. Em sua representação física está sempre com uma mão pousada sobre a cintura e outra segurando a barra da saia.

As cores predominantes para representá-la são o vermelho e o preto. Mas, também é possível ver representações em dourado e roxo. A representação física se dá vestindo saias rodadas, blusas de rendas, colares, flores e enfeites.

A Pomba Gira é do mal?

Ao contrário do que as pessoas pensam, ela não é um ser do mal. Ela é uma especialista em amor e relacionamentos. Trabalha com a energia sexual que une os homens à Terra. Como alguns acreditam que ela tenha sido uma pessoa que fez os outros sofrerem enquanto viveu, as pessoas têm medo.

Em geral as pessoas que a procuram querem resolver problemas afetivos ou casar, mas há também aqueles que querem sucesso nos negócios e nos estudos.

As oferendas mais comuns para alcançar os desejos são velas, rosas vermelhas, seda, jóias, perfumes, champanhe, vinho, pinga, espelho, cigarro e comida. O presente deve ser posicionado em uma encruzilhada em forma de T e para ter o desejo atendido o fiel deve incorporar o clima da Pomba Gira.

Como ela se manifesta

Ela se manifesta por meio de um médium, em um ritual no terreiro, por meio de cantos e saudações, e defumação do ambiente, somente quando é invocada.

Para que a entidade se manifeste seus fiéis utilizam um comportamento sensual semelhante ao dela. O primeiro sinal da Pomba Gira é semelhante à excitação sexual, pois ela se utiliza das glândulas sexuais para se manifestar. Ela pode esgotar a energia sexual do médium despreparado e daqueles que se consultam com ela.

As faces da Pomba Gira

Ela se apresenta com características distintas. Confira algumas abaixo:

 

  • Maria Padilha: protetora das prostitutas é a rainha das encruzilhadas e dos cabarés. Resolve problemas amorosos, afasta os espíritos obsessores, tem o dom da vidência e o transfere aos médiuns nos quais é incorporada. É comum representá-la utilizando roupas em tons vermelho, preto e dourado.
  • Sete Encruzilhadas: atende as pessoas que sofrem com injustiças e falsidade. É um dos tipos mais conhecidos, assim como Maria Padilha. É comum representá-la utilizando tons de vermelho, preto, maravilha e roxo. Gosta de Whisky e de comer galos de briga.
  • Sete saias: ajuda em problemas relativos ao amor, ao dinheiro, a saúde e ao trabalho. Atua neste e no plano espiritual. É representada utilizando sete saias sobrepostas e um colar com sete voltas.
  • Menina: apresenta-se como uma criança que desencarnou antes de completar 14 anos. Protege meninas que sofrem violência física e sexual. É representada com tons de vermelho, preto e amarelo. Utiliza uma cigarrilha e bebe champanhe sem álcool. Em geral, suas médiuns têm parceiros mais novos.
  • Maria Mulambo: é a protetora de mulheres que sofrem no relacionamento. Apresenta-se como sedutora e sensual, relaciona-se ao luxo e ao brilho. Acreditam ser amável e caridosa. É representada utilizando roupas simples pretas e douradas. Fuma e bebe vinho rosé, licor, cidra, champanhe e Martini vermelho.
  • Rosa Negra: cobra aqueles que fazem trabalhos de amarração ou vivem em adultério. Atua em todos os locais onde uma rosa pode florescer, como campos, bosques, florestas e pontos de encruzilhada. Sua aparição é rara, por isso ela é pouco conhecida.
  • Cigana: invocada para fazer amarrações, une e separa pessoas por meio do amor. É representada com roupas vermelhas e douradas, brincos de argola, lenço na cabeça e bijuterias.
  • Rainha do Cemitério: assim como a cigana realiza amarrações. Geralmente está em calçadas de cemitérios em noites de lua cheia. Sua oferendas são deixadas nos portões e cruzeiros de cemitérios.
  • Das Almas: ajuda aos espíritos desencarnados que estão perdidos por falta de consciência ou estão presos a experiência corporal. Ou seja, eles ainda estão próximos de seus lares, locais de trabalho, amigos e parentes ou freqüentam os mesmos ambientes sociais de quando vivos. Ela dirige esses espíritos para seu caminho de evolução. São representadas com roupas claras, pretas ou brancas.