novembro 4, 2020

Oxumaré – O Orixá da transformação

Quem é Oxumaré?

Oxumaré é o Orixá que rege o campo da transformação, com atuação na renovação dos seres, representando o masculino e o feminino (seis meses homem e seis meses mulher), porém seus filhos possuem um pai de cabeça e não uma mãe, logo é um Orixá masculino. Este Orixá possui uma forma de cobra e irradia sete cores, que caracterizam as sete Linhas Sagradas de Umbanda. Na língua Yoruba, do Candomblé, Oxumaré significa arco-íris e sua saudação é Arroboboi Oxumaré!

Assim Oxumaré se divide em duas qualidades:

Oxumaré
  • Oxumaré macho, representado pelas cores do arco-íris;
  • E Oxumaré fêmea, chamado de Frekuem e representado pela cobra.

Na região de Ifé é chamado de Ajé Sàlugá, aquele que proporciona a riqueza aos homens. Em sua representação de ciclos, ele é homem e mulher e o ciclo da vida junta o masculino ao feminino e é dessa forma que a vida se perpetua.

Assim, Oxumaré pode se configurar como um Deus ambíguo, que pertence à água e ao solo, que gira e faz com que os ciclos permitam à Terra e à natureza prosseguirem em suas jornadas.

Ele é a união dos opostos, sintetizando a mortalidade corporal e a imortalidade espiritual de cada um de nós. Oxumaré é transformação.

Oxumaré vem da divindade Oxum e juntos formam a segunda linha de Umbanda Sagrada, ou seja, a linha do Amor e da Concepção.

Entretanto também representa a riqueza e a fortuna.

Seu dia da semana é a terça-feira

Sua comida é a Omolocum (também de ritual da Orixá Oxum), que é feita com feijão fradinho cozido, refogado com cebola ralada, pó de camarão defumado, sal, azeite de dendê ou azeite doce.

Seus símbolos são o ebiri (espécie de vassoura feita com nervuras das folhas das palmeiras), o ferro com a serpente enrolada, o círculo e o brajá (guia ou fio de contas utilizado no Candomblé).

Já seus elementos são o céu e a terra, onde é possível dominar a riqueza, a vida longa, os ciclos e movimentos constantes. Além disso, suas cores principais são o verde, o amarelo e o preto, apesar de irradiar nas sete cores do arco-íris.

Sincretismo de Oxumaré

Sao-Bartolomeu-Oxumare

Este Orixá faz sincretismo com São Bartolomeu (santo que pregou o cristianismo em diversos lugares do mundo).

Conta a história que São Bartolomeu foi morto como um mártir ao ter toda a pele esfolada por um rei que não admitia a pregação do cristianismo em seus domínios, na cidade de Albanápolis.

O santo católico é homenageado pelos cristãos no dia 24 de agosto, mesma data em que se celebra Oxumaré.

Este Orixá atua preferencialmente, através do emocional, com o objetivo de levar aos seus filhos o equilíbrio espiritual, afastando toda a carga negativa que os impeça de evoluir ou que atrapalhe suas transformações.

Sua principal função é levar os sete sentidos da vida para quem o procura:  o Amor, a Fé, o Conhecimento, a Razão, a Lei, o Saber, a Geração.

História de Oxumaré

O Orixá Oxumaré é filho de Nanã Buruquê, irmão de Obaluaê, que foi abandonado por ter nascido deformado e cheio de chagas. Porém, ao contrário do irmão, Oxumaré nasceu lindo, sendo considerado a divindade mais bela, tão bonita quanto o arco-íris.

No entanto, por castigo ao que a mãe tinha feito com o primeiro filho, Oxumaré nasceu sem os braços e as pernas, apenas com a função de rastejar pelos chão para sobreviver, como uma cobra, apesar da forma humana.

Apesar de sua condição física, Oxumaré não precisou da ajuda de ninguém para continuar vivendo e aprendeu a caçar, nadar, subir em árvores e se alimentar sozinho.

Vendo aquele esforço e superação,  Orunmilá, o Orixá das Profecias, se comoveu com o menino e o transformou no Orixá mais bonito com a perfeição corporal que lhe faltava, concedendo-lhe pernas, pés, braços e mãos, e o deixou encarregado de levar e trazer as águas.

É por isso que muitos pedem em oração para que Oxumaré traga a chuva e a prosperidade através dos rios.

Características dos filhos de Oxumaré

Características dos filhos (as) de Oxumaré

Os filhos de Oxumaré são pessoas que estão sempre passando por processos de renovação e mudança ou vivendo novos ciclos. De tempos em tempos, costumam passar por mudanças radicais, que mudam completamente tudo em suas vidas, seja em se tratando de casa, religião e amigos, seja em termos de relacionamentos ou mesmo no trabalho.

São pessoas dinâmicas e detestam viver rotinas ou ficar na zona de conforto. Na verdade, são pessoas que buscam constantemente essas transformações.

Os filhos de Oxumaré possuem um arquétipo corporal esguio e geralmente são magros e, por conta da origem na serpente, trazem um olhar marcante e atento. São capazes de enxergar tudo ao seu redor.

Os filhos de Oxumaré são pessoas extremamente ligadas aos bens materiais e gostam de ostentar, de mostrar suas riquezas e, por conta disso, tornam-se orgulhosos, exibicionistas e muitas vezes até arrogantes.

Em contrapartida, são extremamente generosos e não se preocupam em se desprender do que é deles para dar a quem merece e precisa de ajuda, já que sabem que poderão recuperar toda a riqueza em novos ciclos.

Os filhos de Oxumaré são pessoas ágeis e de muita força. Raramente algo os faz parar quando querem atingir um objetivo. Principalmente se este for uma grande guinada em suas vidas. Não podem parar, a ação é constante em suas vidas e é exatamente o que motiva os filhos deste Orixá.

Oferenda à Oxumaré

Os filhos de Oxumaré e os religiosos da Umbanda procuram este Orixá, quando precisam de ajuda para mudar algo importante em seus ciclos ou para tomarem grandes decisões.

Para isso, fazem oferendas e orações, para que seus pedidos sejam atendidos ou em agradecimento por algo já conquistado.

Vamos ensinar uma das oferendas mais poderosas:

  1. Pegue oito velas, sendo das cores branca, azul, verde, dourada ou amarela, vermelha, roxa, rosa e marrom terroso.
  2. Coloque no centro um melão aberto em uma das pontas e derrame dentro dele um pouco de champanhe rosé; o resto deve ser deixado na garrafa dentro do círculo de velas coloridas.
  3. Faça esta oferenda perto de uma cachoeira.
  4. Acenda a vela branca e circunde-a com as sete velas coloridas, guardando uma distância de 30 cm entre o centro e o círculo colorido.
  5. Deve-se então circundar as velas com flores multicoloridas e invocar Oxumaré, solicitando dele o que se deseja, mas que seja justo para que acelere suas evoluções.

Obs: Faça sempre uma oferenda com boa intenção, pedindo coisas boas, como caminhos abertos, prosperidade, equilíbrio emocional e material, saúde e amor. Oferendas feitas sem o pedido de uma entidade não tem fundamento.

Oração de Oxumaré

Oxumaré – O Orixá da transformação

Ilumina-me,

Arco-íris Sagrado,

com seu poder renovador da vida;

livrando-me dos inimigos,

dos falsos amigos, e

das pessoas más e invejosas e de suas intrigas;

e ponha em meus caminhos as amizades sinceras

e os sentimentos verdadeiros que me trarão crescimento e harmonia!

Arroboboi Oxumaré!”

Gostou do artigo? Comente aqui e compartilhe em suas redes sociais.




Veja também...

maio 13, 2021

maio 4, 2021

abril 27, 2021

>