maio 17, 2021

O Chakra da Garganta: Chakra Vishudda

Características gerais:

Chakra da Garganta

Localização: no nível da garganta, na intersecção dos ossos da clavícula

Função: Comunicação, abertura aos outros, escuta

Cor: Azul

Elemento: Éter

Sentido: Audição

Cristais e pedras: todas as pedras azuis, em especial a calcedônia e a sodalita

Mantra: Ham

Nota: Sol

Animal: Elefante 

O chakra laríngeo (Vishuddha) é o nosso quinto chakra, também conhecido como chakra da garganta, pois está localizado próximo à garganta, para sermos exatos no cruzamento dos ossos da clavícula, com o vértice na terceira vértebra cervical.

Ele governa todos os órgãos localizados em torno dessa área, como traqueia, garganta, cordas vocais, nariz, ouvidos e as glândulas endócrinas da tireoide.

Seu nome sânscrito significa “puro”, em virtude do fato de que dentro dele a energia flui de baixo para cima, purificando-se e tomando forma em nossas interações mais humanas e sofisticadas: a escuta e comunicação.

O chakra Vishuddha está de fato conectado às nossas faculdades expressivas, à sinceridade, à diplomacia e à expressão criativa.

Como o ser humano é um ser social, é fundamental nas interações.

O chakra da garganta é representado com um lótus roxo ou turquesa com dezesseis pétalas nas quais as dezesseis vogais do alfabeto sânscrito são representadas.

O elemento que representa esse chakra é o éter, a famosa quintessência proposta por Aristóteles, e a energia que o caracteriza é a do som, uma força invisível, mas extremamente poderosa. Finalmente, a cor associada a ele é a cor azul, que sempre foi um símbolo de pureza e transparência.

Sinais de problemas no chakra da garganta

Sinais de problemas no chakra da garganta

Quando o chakra da garganta ou laríngeo, o Vishuddha, está bloqueado, no nível físico, podemos sofrer mais facilmente com infecções do trato respiratório, como sinusite, resfriado, traqueite, faringite e laringite, mas também podemos ter distúrbios da tireoide, problemas auditivos e cervicais.

No nível psicológico e emocional, temos dificuldade em ouvir o próximo e para comunicar nossas ideias.

Tendemos a fugir das interações sociais, a nos aproximar de nós mesmos de forma não muito saudável, não como busca interior, e sim como isolamento, e a sermos devorados pela timidez, pela introversão e por um sentimento perene de inadequação.

Somos incapazes de confiar em nós mesmos, em nossas ideias e habilidades, e frequentemente nos opomos à mudança.

Temos aqui pessoas que têm medo de falar em público. Que às vezes sabem muito, mas não conseguem transmitir seu conhecimento. Que tem vergonha de si mesmos, de se exporem muitas vezes por medo de serem ridicularizadas ou humilhadas.

Aqui o ego pode ter sido ferido por traumas do passado, às vezes até mesmo na infância. E é muito difícil com esse desequilíbrio encontrar um “lugar no mundo.”

Se, por outro lado, o quinto chakra funciona excessivamente, adotamos uma atitude completamente oposta: somos vítimas de inquietação e auto-estima excessiva; comemos frequentemente palavras, gaguejamos; ou ainda falamos rápido e impulsivamente. Podemos assim ofender os outros, ainda que sem desejar.

Somos afetados por raiva, orgulho, fanatismo e um falso senso de superioridade que nos levam a piorar nossos relacionamentos com os outros. Até porque uma ofensa pode não ser esquecida e manchar um relacionamento.

A pessoa com desequilíbrio neste chakra também pode, ao falar demais, mentir e inventar demais, e na maioria das vezes para se engrandecer, por uma razão do ego, ou para se safar de situações desconfortáveis em que ela mesma se colocou.

Sintomas que o chakra da garganta está equilibrado

Quando o quinto chakra, o chakra da garganta, está aberto e equilibrado, nosso lado criativo e nossos relacionamentos sociais se beneficiam dele: somos naturalmente levados ao crescimento pessoal, à comunicação, à participação na comunidade através das vibrações positivas que as pessoas a nosso redor nos transmitem.

O espaço etéreo representa em nós a ausência de julgamento e nos permite expressar-nos de maneira cristalina, livre de preconceitos e dos preconceitos sobre os outros.

Quando este chakra está equilibrado, temos aquele ator que interpreta seu personagem da melhor e mais elevada forma possível, entrando dentro dele com pleno respeito. Ele e o personagem se tornam um só.

Também isso acontece quando vemos aquele advogado que sabe argumentar perfeitamente. Ou o professor que encanta seus alunos com suas explicações, que é claro e brilhante. Ele se faz entender e também fazer os alunos se apaixonarem pela matéria que ele ensina. É um orador cativante.

Temos aqui o artista que se expressa com pureza e sua mensagem é clara e beneficia de alguma forma as pessoas, nem que seja para que contemplem melhor o que é belo, que sempre espelha a divindade.

Temos aqui também, no grau mais elevado, o mestre espiritual que deixa sua sabedoria transbordar. O santo que fala de Deus como se fosse algo palpável inclusive para seu paladar, e que se torna real e nítido aos ouvidos de quem o escuta.

Exercícios para reequilibrar o chakra da garganta

Os exercícios que têm um efeito benéfico no chakra da garganta, o Vishudda, seja ele bloqueado ou excessivamente ativo, são principalmente três.

1- Ujjayi Pranayama

Ujjayi Pranayama

Concentre-se na garganta.

Inspire e expire profundamente pelo nariz por 5 a 10 minutos.

Ao mesmo tempo, você contrai levemente a garganta para que a respiração pareça semelhante à de alguém dormindo profundamente.

Agora direcione sua atenção completamente para o som da respiração na garganta. Essa maneira de respirar acalma a mente e equilibra as emoções.

O Ujjayi Pranayama desintoxica o corpo e ajuda com problemas digestivos (por exemplo, gastrite).

Também pode ser usado como primeiros socorros após intoxicação alimentar.

Com a prática regular do Ujjayi Pranayama e através de seus efeitos sobre a glândula tireoide, a saúde melhora e o corpo é revigorado.

Este exercício de respiração também é muito útil para combater a depressão.

O efeito de Ujjayi Pranayama pode ser fortalecido com o Jalandhara Bandha e o Khechari Mudra.

2 – Jalandhara Bandha

Expire, depois coloque as mãos nos joelhos, incline o corpo levemente para a frente e pressione o queixo sobre o esterno. Mantenha essa posição enquanto se sentir confortável e, toda vez que sentir vontade de inspirar, levante a cabeça levemente.

3 – Khechari mudra

Khechari mudra

Esse mudra deve ser realizado simultaneamente com o Ujjayi Pranayama e consiste simplesmente em rolar a língua para trás e colocá-la no palato mole (se possível). Isso impedirá que a garganta seque demais durante o exercício.

Fora os exercícios, o que ajuda equilibrar o chakra da garganta é ter atenção ao que se fala. Ouça sua própria voz. Preste atenção nela. Pronuncie mantras com foco ao meditar.

Ao falar com as pessoas, evite pronunciar palavras ofensivas, agressivas e dizer mentiras ou meias-verdades.

Seja sincero consigo mesmo e com os outros. Mas ao mesmo tempo lembre-se de ser sincero com atenção e tato, respeitando seu próximo.



Já consultou nossos Tarólogos?

A partir de R$ 9,90


Faça sua consulta online agora mesmo!


Consultores VidaTarot

Coloque um ponto final nas suas dúvidas sobre Amor, Dinheiro, Emprego etc.


Veja também...

junho 1, 2021

maio 24, 2021

maio 10, 2021

>