junho 1, 2021

O chakra coronário: Sahasrara

Características gerais

Localização: Acima da cabeça

Função: Consciência universal ou pura consciência, elevação espiritual.

Cor: violeta e branco

Elemento: Metal

Sentido: Empatia

Cristais e pedras: quartzo hialino, ametista, diamante

Mantra: Om

Nota musical: Si

Animal: Nenhum, até porque é um chakra que trabalha além das formas.

O Sahasrara é o sétimo de nossos chakras, também conhecido como chakra da coroa ou chakra coronário, pois está localizado no topo de nossa cabeça.

Ao contrário dos outros seis chakras, nenhum órgão o governa. Em vez disso, estando no topo de nossos centros de energia, é o grande responsável pelo funcionamento adequado do córtex cerebral e da glândula pineal, bem como por nossas formas mais elevadas de pensamento, como transcendência, conhecimento e espiritualidade.

Seu nome sânscrito significa literalmente “mil vezes mais”, em referência às mil pétalas de uma flor de lótus que se abrem lentamente, uma metáfora para nosso crescimento pessoal e espiritual, que atinge seu clímax precisamente em correspondência com Sahasrara.

O mil é um número muito significativo nas práticas espirituais da cultura oriental, mencionado em muitos escritos antigos. E o chakra Sahasrara, que também é conhecido como o chakra das mil pétalas, está de fato conectado aos nossos sentimentos mais puros e altruístas, como humildade, confiança, compaixão e perdão.

O chakra coronário Sahasrara é representado como um lótus branco e violeta com numerosos filamentos, com “mil pétalas”, nas quais todas as cinquenta letras do alfabeto sânscrito são inscritas, repetidas 20 vezes.

No interior, há um triângulo inscrito e, em algumas representações, também o desenho de uma Lua cheia.

Por que a Lua cheia? Muito provavelmente por uma questão de plenitude, porque é o chakra que nos conduz à plenitude com nós mesmos e à união com Deus.

É no chakra coronário que, segundo o Tantra, se unem Shiva e Shakti, ou seja o masculino e o feminino. Isso para se tornarem Um na Divindade. É aqui que a energia serpentina Kundalini alcança sua manifestação mais elevada.

O elemento que representa esse chakra é o metal e as cores a ele associadas são o branco, um símbolo do pensamento iluminado e da pureza, e o violeta.

Sinais de problemas no chakra coronário

chakra coronário

Quando o chakra coronário, o Sahasrara, está bloqueado, nosso pensamento lúcido é fortemente afetado.

No plano físico, estamos sujeitos a dores de cabeça, fobias, psicoses e, em geral, a todos os tipos de aborrecimentos que nos separam do nosso caminho de crescimento pessoal. A energia do sétimo chakra é muito poderosa, portanto seu mau funcionamento está sempre associado a desconfortos muito acentuados e graves.

Podemos falar aqui até de loucura e doenças psíquicas severas em casos extremos.

Do ponto de vista mental, o fechamento de Sahasrara nos leva a desviar nossa atenção ao materialismo, e não à espiritualidade. Ficamos perpetuamente insatisfeitos e nos apegamos excessivamente aos bens terrenos, fugindo de tudo o que transcende o plano físico. Pessoas com problemas no sétimo chakra costumam ter medo da morte e rejeitam qualquer coisa que não tenha explicação racional.

Têm dificuldades com a fé e normalmente não conseguem ter nenhuma experiência espiritual.

Se por acaso acontece uma experiência, a consideram um sonho ou imaginação e nada mais, mesmo que as evidências de realidade sejam grandes.

Sintomas que o chakra coronário está equilibrado

Graças à energia do sétimo chakra, o chakra coronário,somos capazes de alcançar o conhecimento transcendental, ou seja, a forma mais alta e pura de conhecimento que existe.

Quando o Sahasrara está equilibrado, nossas capacidades de compreensão, consciência e aprendizado se beneficiam disso.

O pensamento evolui e se torna puro, sem contaminação, transformando-nos lentamente de observadores em líderes que exercem uma forma profunda de consciência, destinada a transcender concepções negativas e a deixar que as coisas aconteçam através de nós. Tudo flui naturalmente.

Nos tornamos mais altruístas e não nos preocupamos com os frutos das ações. Agimos pelo bem e para o bem sem esperar recompensas.

Exercícios para reequilibrar o sétimo chakra

sétimo chakra

A melhor maneira de curar e trabalhar o sétimo chakra é, sem dúvida, praticar constantemente a meditação e outras práticas espirituais.

Se formos para o campo do Yoga, há alguns exercícios que podem ser realizados. Os que vamos apresentar podem ser feitos um após o outro.

Para começar, você terá que assumir a posição Mudra. Para fazer isso, sente-se na posição Vajrássana (ou seja, apoie as coxas nos calcanhares) e depois, inspirando, levante os braços acima da cabeça.

Expire e incline-se para a frente até que a parte superior do corpo descanse nas coxas e a cabeça no chão. Fique nessa posição de 2 a 3 minutos.

Bhumi Pada Mastakāsana

Bhumi Pada Mastakāsana

Agora, se você tiver uma boa flexibilidade, você pode passar para o exercício Bhumi Pada Mastakāsana: saindo da posição Vajrasana, descanse as mãos e a cabeça firmemente no chão à sua frente.

Estenda os dedos dos pés, coloque-os no chão e endireite as pernas para que o peso seja distribuído sobre a cabeça, as mãos e os dedos dos pés. Depois de encontrar o equilíbrio nessa posição, traga os braços e as mãos atrás das costas para completar a pose. Fique nessa posição por 2-3 minutos.

Agora apoie-se delicadamente sobre os joelhos, levante os braços acima da cabeça e olhe para as suas mãos. Fique nessa posição por uns dois minutos.

Agora é a hora de assumir uma posição sentada confortável. Coloque a mão direita sobre a cabeça e a mão esquerda no chakra Manipura (o chakra do plexo solar) e sente-se na postura de lótus se conseguir.

Repita o mantra “Om” 27 vezes. E antes de cada Om, visualize sua energia passando entre os chakras Manipura e coronário como através de um tubo. Uma luz brilhante irradia do topo da sua cabeça. A cada inspiração o tubo se expande e a cada expiração sua consciência é elevada.

Agora repita a mantra Om mais 27 vezes, mas desta vez feche os ouvidos com os polegares. Em seguida, coloque as mãos nos joelhos ou coxas. Contemple o som interno que se dissolve em uma luz branca pura e brilhante, que contém todas as cores.

Concentre-se no sétimo chakra, que brilha como o Sol nascente. Sinta a consciência da inesgotabilidade do seu conhecimento interior.

Complete a prática repetindo o mantra da paz 10 vezes, ou seja, “Om Shanti…Shanti…Shanti…”

Caso ainda não tenha flexibilidade para fazer o exercício completo, vá alongando e adaptando o que conseguir fazer, e o mais importante é que faça a meditação com o mantra Om.

For os exercícios, para desbloquear o chakra coronário nos convêm sermos mais altruístas, generosos, pensarmos menos no que podemos conseguir quando estamos com alguém.



Marcello Salvaggio
logotipo amazon

Marcello Salvaggio


Sou escritor e pesquisador nas áreas da religião, da literatura, do misticismo e da história.
Considero a espiritualidade a chave fundamental para o entendimento de nossas vidas, para encontrarmos o verdadeiro sentido de nossa existência, e todo meu trabalho é orientado nesse sentido.
Tenho livros publicados no Brasil e na Itália e sou formado em Letras pela USP e auricoloterapia pelo instituto EOMA, escola especializada em acupuntura e em outros ramos da medicina tradicional chinesa.
No campo da terapia e do aconselhamento, considero essenciais a empatia e o respeito ao livre-arbítrio alheio.

Dúvidas no Amor?


Nossos Tarólogos Online respondem tudo!


A partir de R$ 9,90

Consultores VidaTarot

Coloque um ponto final nas suas dúvidas agora mesmo!


Veja também...

maio 24, 2021

maio 17, 2021

maio 10, 2021

>