abril 30, 2021

Nossa Senhora Aparecida: Origem, oração e santuário.

O maior santuário do Brasil e um dos maiores do mundo é o de Nossa Senhora Aparecida, que é a Padroeira do país e uma das santas com mais devotos em todo o território nacional.

Vamos saber um pouco mais a respeito?

As origens do culto de Nossa Senhora Aparecida

Suas origens remontam a outubro de 1717: três pescadores encontraram no rio Paraíba uma bela imagem de Nossa Senhora, preta e com 40 cm de altura.

Nossa Senhora Aparecida

Chamaram-na de Aparecida, porque tinha “aparecido” na água e encontrado a rede no lugar dos peixes.

Um dos pescadores, Filipe Pedroso, manteve a imagem em sua casa por 15 anos, depois a deu a seu filho Atanásio, que a deu a Itaguaçu, um pequeno oratório onde os vizinhos se reuniam todos os sábados para rezar o Santo Rosário e outras orações.

Após acontecimentos milagrosos, controlados com atenção pelo pároco da cidade vizinha de Guaratinguetà, José de Vilela, e relatados em seu Livro do Tombo, a fama da estatueta espalhou-se por toda parte.

Em 1745 foi construída uma pequena capela e posteriormente, com a autorização do bispo do Rio de Janeiro e com a generosidade dos peregrinos, uma maior foi construída no morro.

Um século depois, em 8 de setembro de 1822, o Imperador Pedro I proclamou solenemente Nossa Senhora Aparecida como a santa Padroeira do Brasil.

Em 1834 foram lançadas as bases para uma nova igreja capaz de acolher os devotos que cresciam com um ritmo cada vez maior.

Após várias interrupções forçadas, finalmente em 8 de dezembro de 1888 o novo santuário foi consagrado pelo bispo de São Paulo, e a partir de então teve um desenvolvimento rápido e inimaginável.

Apesar das distâncias e das difíceis comunicações, peregrinos de todas as raças, de todas as idades e de todas as condições sociais, alguns com roupas elegantes, outros com trajes precários e alguns até descalços, vinham da costa atlântica, desciam das serras e chegavam no santuário para beijar a imagem milagrosa, atrair alívio e restaurar esperanças enfraquecidas.

A devoção a Nossa Senhora Aparecida do século XX em diante

devoção a Nossa Senhora Aparecida

São Pio X, em 8 de setembro de 1904, autorizou a coroação solene da imagem, e em 29 de abril de 1908 elevou o santuário à dignidade de Basílica.

Pio XI, em 16 de julho de 1930, declarou Nossa Senhora Aparecida a principal padroeira do Brasil, reconhecida pela Igreja Católica.

No ano seguinte, a imagem foi transportada, em triunfo espetacular, em um trem especial, até o Rio de Janeiro, para receber na imensa Esplanada do Castelo a homenagem de mais de um milhão de pessoas, de todas as autoridades civis e militares, e do Presidente da República.

Em 14 de julho de 1945, a Padroeira do Brasil foi trazida para São Paulo.

Durante a noite foi vigiada por uma sucessão contínua de fiéis, e no dia seguinte uma multidão imensa, na celebração da Missa ao ar livre, se aglomerou em torno da venerada estátua.

Em 10 de junho de 1962, Aparecida mais uma vez fez uma peregrinação para visitar e abençoar Brasília, a nova capital, e foi recebida por uma enxurrada de gente animada sob uma chuva luminosa de pétalas de rosas, orquídeas e opulentas flores tropicais.

Em 1954 realizou-se em Aparecida o Congresso Nacional Mariano, que terminou com uma maravilhosa mensagem radiofônica de Pio XII.

Em 1967, 250 anos após a descoberta da imagem, Paulo VI decretou um jubileu comemorativo e premiou o santuário com a “Rosa de Ouro”.

Em 1972, por ocasião dos 150 anos da independência nacional, a Igreja brasileira festejou o ano mariano e elegeu o santuário de Nossa Senhora Aparecida como centro de eventos religiosos. Ali chegariam milhares e milhares de romarias, organizadas por todas as dioceses e paróquias do Brasil.

O santuário de Aparecida

santuário de Aparecida

O santuário de Aparecida fica a 168 km de São Paulo e pode ser alcançado passando por uma paisagem pitoresca, com vegetação exuberante e rica em bananeiras e cafeeiros.

A basílica, de três naves, apresenta uma fachada sóbria e sólida.

As paredes interiores são decoradas com 50 pinturas de História Sagrada.

Atrás do altar-mor, ergue-se a estátua milagrosa.

Todos os anos, milhões de peregrinos vêm ao santuário de todo o Brasil: das exuberantes colinas do Sul às planícies ensolaradas do Nordeste; do Pantanalà soberba Serra da Mantiqueira.

As estatísticas oficiais mostram que em 1968, apenas nos feriados, havia 903.050 peregrinos se dirigindo para Aparecida, com uma média de 993 carros e 310 ônibus. Em 1970, foram contabilizados mais de 1 milhão. Atualmente, o número é incalculável e varia de cinco a oito milhões,

Os Padres Redentoristas se responsabilizam pelo santuário, onde 15 padres nos dias de semana, 30 aos domingos e 40 nas festas mais solenes ficam engajados em vários serviços religiosos. Toda semana, cerca de cinco a seis mil comunhões são distribuídas.

A festa do santuário é celebrada no dia 12 de outubro e ocorre em todo o Brasil, de norte a sul, nas cidades e no interior, onde, precisamente ao meio-dia, costuma se dar uma grande explosão de fogos de artifício.

Aos domingos, as Missas vão das 5 da manhã às 8 da tarde.

No santuário está instalada uma estação de rádio que transmite programas religiosos para todo o território brasileiro.

O atual santuário, iniciado em 1952 e consagrado em 4 de julho de 1980 pelo Papa João Paulo II, está ligado ao primeiro por uma grande ponte elevada.

Tem forma de cruz grega e dimensões gigantescas: ocupa uma área de 17.000 e 200 metros quadrados, com capacidade interna para cerca de 30.000 pessoas. A cúpula que se eleva no cruzamento das naves tem 60 metros de altura e 34 metros de diâmetro, enquanto a torre sineira atinge 100 metros com base de 20 por 20. P

Para eventos ao ar livre, a praça inferior é ampla. Com 60 mil metros quadrados, está ligada ao santuário por duas rampas convergentes e tem capacidade para cerca de 400 mil fiéis.

Essa constatação dá ao Brasil o maior e mais importante santuário da América Latina e um templo do Cristianismo em segundo lugar em tamanho depois de São Pedro em Roma.

O próprio papa João Paulo II, por ocasião do X Congresso Eucarístico Nacional de Fortaleza, em 9 de agosto de 1980, quis “agradecer ao Todo Poderoso por ter enraizado a Cruz e a Eucaristia tão profundamente no coração do povo brasileiro, e também a Aparecida”.

O santuário de Nossa Senhora Aparecida, pela sua dimensão imponente e pela ampla recepção de fiéis, responde à vontade popular religiosa e pode justamente ser chamada de “capital” da fé cristã e da devoção mariana de todos os povos.

Nossa Senhora Aparecida no sincretismo das religiões afro-brasileiras

Nossa Senhora Aparecida, no sincretismo, é identificada com Oxum, orixá do amor, conhecida por ser feminina, doce e protetora.

Os devotos da umbanda podem pedir a ela muito amor, proteção, alívio das mágoas de quem não nos merece e inclusive fertilidade.

Oração de Nossa Senhora Aparecida para se ter proteção

Oração de Nossa Senhora Aparecida

“Ó incomparável Senhora da Conceição Aparecida, Mãe de Deus, Rainha dos Anjos, Advogada dos pecadores, refúgio e consolação dos aflitos e atribulados, Virgem Santíssima, cheia de poder e de bondade, lançai sobre nós um olhar favorável, para que sejamos socorridos por vós, em todas as necessidades em que nos acharmos.

Lembrai-vos, ó clementíssima Mãe Aparecida, que nunca se ouviu dizer que algum daqueles que têm a vós recorrido, invocado vosso santíssimo nome e implorado a vossa singular proteção, fosse por vós abandonado. Animados com esta confiança, a vós recorremos.

Tomamo-vos para sempre por nossa Mãe, nossa protetora, consolação e guia, esperança e luz na hora da morte. Livrai-nos de tudo que possa ofender-vos e ao vosso Santíssimo Filho, Jesus. Preservai-nos de todos os perigos da alma e do corpo; dirigi-nos em todos os assuntos espirituais e temporais. Livrai-nos da tentação do demônio, para que, trilhando o caminho da virtude, possamos um dia ver-vos e amar-vos na eterna glória, por todos os séculos dos séculos. Amém.”



Marcello Salvaggio
logotipo amazon

Marcello Salvaggio


Sou escritor e pesquisador nas áreas da religião, da literatura, do misticismo e da história.
Considero a espiritualidade a chave fundamental para o entendimento de nossas vidas, para encontrarmos o verdadeiro sentido de nossa existência, e todo meu trabalho é orientado nesse sentido.
Tenho livros publicados no Brasil e na Itália e sou formado em Letras pela USP e auricoloterapia pelo instituto EOMA, escola especializada em acupuntura e em outros ramos da medicina tradicional chinesa.
No campo da terapia e do aconselhamento, considero essenciais a empatia e o respeito ao livre-arbítrio alheio.

Dúvidas no Amor?


Nossos Tarólogos Online respondem tudo!


A partir de R$ 9,90

Consultores VidaTarot

Coloque um ponto final nas suas dúvidas agora mesmo!


Veja também...

outubro 15, 2021

outubro 11, 2021

outubro 6, 2021

>