Uma longa jornada no mundo do jogo de tarot

Jogos de tarot são mais populares na França, Áustria e Itália, onde segundo a história surgiram os baralhos de tarô, mas também atualmente são jogados em diversos países no mundo todo.

Jogos de tarot específicos variam em detalhes de um lugar para outro, mas em geral são mais notáveis por suas similaridades do que por suas diferenças.

As reais origens do tarot são registradas cercadas de mito e mistério. Um mito sugere que os cristãos primitivos costumavam jogar cartas que mais tarde se tornaram o tarot. Esta história, no entanto, é sem fundamento e foi desmascarada pelo que sabemos da história real do tarot.

A palavra tarot é derivado de tarocchi, palavra italiana que não tem etimologia conhecida.

Existem muitas teorias sobre sua origem, antigas tradições dizem que essa palavra pode ter sido derivada do nome de um rio italiano, o Taro.

Outra hipótese é que ela é de origem árabe, como as cartas de jogos que se originaram no Oriente Médio, tornando-se comum na Europa até ao ano de 1377. Ocultistas do século XVIII alegaram que o nome Tarot veio a existir pela conjunção de duas palavras egípcias,Tar (caminho, estrada), e Ro (Rei, Real),significando ” Caminho Real,” “Caminho da Sabedoria.

Outros acreditam que se origina do Árabe Turuq, (Quatro Caminhos).

O jogo de cartas se desenvolveu em quatro figuras parecidas com as que ainda hoje vemos no tarot: copas, espadas, varinhas (ou bastões) e moedas. Logo em 1227 o significado simbólico foi atribuído a determinados cartas e alguns começaram a assumir nomes tais como o sol e a lua.

Os ocultistas sugerem que esta evolução do tarot coincide com a ascensão da Cabala e a Inquisição, que o simbolismo arraigado no tarot fazem parte dos remanescentes ocultos da Europa pagã, lutando para sobreviver.

Faça agora mesmo uma consulta online via chat escrito

A evolução do jogo do tarot ao longo do tempo

Ao contrário do que muitas pessoas imaginam, o significado das cartas de adivinhação muda com o tempo sendo moldado pela cultura de cada época.

Caitlín Matthews, que ministra cursos sobre Cartomancia, ou adivinhação com cartas, diz que antes do século XVIII, as imagens nas cartas eram acessíveis a uma população muito mais ampla.

No entanto, usar cartas para adivinhação como sendo uma forma de brincadeira provavelmente surgiu de ainda mais longe, por volta do século XIV, possivelmente originado com os mamelucos, soldados turcos da época, que trouxeram o jogo de tarot para a Europa ocidental da Turquia.

Por 1500 anos a aristocracia italiana estava desfrutando de um jogo conhecido como “tarocchiappropriati”, em que os jogadores recebiam cartas aleatórias e eram usadas associações temáticas com estes cartões para escrever versos poéticos uns sobre os outros. Estes cartões preditivos eram referidos como sortes e destino.

Famílias ricas italianas encomendavam esses baralhos caros, feitos por artistas conhecidos da época como “carte da trionfi” ou “cartões de triunfo”. Estes cartões foram marcados com naipes de copas, espadas, moedas e varas de polo (eventualmente alteradas para bastões ou varinhas) e de um rei e dois machos subordinados.

Mais tarde, foram incorporadas no baralho a rainha, os trunfos e o tolo para este sistema, para uma plataforma completa que totalizou 78 cartas.

Hoje, as cartas de naipe são comumente chamadas de Arcanos menores, enquanto trunfos são conhecidos como Arcanos maiores.Club vida tarot

A História do Jogo de Tarot é ainda envolta em mistérios

Embora historiadores como Matthews tenham publicado novas informações sobre os meios de adivinhação usados no passado, ainda existem muitos buracos na história, não sendo possível afirmar com precisão como teve origem o jogo de tarot.

O historiador Wolf Lobo ressalta que aqueles que usam cartas para adivinhação estão muitas vezes em desacordo com acadêmicos, que pesquisam o passado desses jogos. “Há muita fricção entre historiadores de tarot e leitores de cartão sobre a origem e a finalidade das cartas de tarot”, diz Wolf.

“A evidência sugere que a princípio foram inventados para serem apenas jogos comuns de cartas, mas que evoluiu para o uso na adivinhação em data muito posterior.

Pessoalmente, acredito que eles foram concebidos para o jogo, mas que o design é um pouco mais sofisticado do que muitos historiadores de tarô parecem acreditar”, ainda sugere o historiador.

Na França, o escritor Antoine Court de Gébelin afirmou que o tarô foi baseado em um livro sagrado escrito pelos sacerdotes egípcios e que foram trazidos para a Europa, por ciganos da África.

Na realidade, cartas de tarot antecederam a presença dos ciganos na Europa, que na verdade vieram da Ásia, ao invés de África.

Independentemente de suas imprecisões, a história de nove volumes de Court de Gébelin foi altamente influente ao se tratar da história mística das cartas de tarot.

É o poder do leitor, usando sua mente intuitiva,e relacionando os símbolos expressados no jogo de tarot que os permite trazer clareza em suas vidas, e como procuram desvendar seus próprios mistérios.

A história do tarot é muito rica e poderosa, e estas cartas místicas oferecem uma oportunidade para dar uma olhada no passado, presente e futuro, influenciando na jornada de cada um de seus muitos adeptos.Uma longa jornada no mundo do jogo de tarot: conheça a história

Gostou do nosso Artigo?

Adoraríamos conhecer sua opinião. Comente e compartilhe em suas redes sociais.

Gratidão