outubro 5, 2020

Inveja – Você conhece alguma pessoa invejosa? Proteja-se

COMPARTILHE

Por que as pessoas têm inveja?

Por que as pessoas têm inveja

A inveja é aquele estado ou sentimento que surge por querer para si um bem ou uma qualidade que pertence ao(s) outro(s).

A inveja é frequentemente acompanhada de aversão e ressentimento em relação àqueles que possuem esse bem ou qualidade. E é algo que leva o invejoso a desejar o mal ao próximo, para que a dor e a tristeza possam obscurecer suas qualidades e reduzir sua felicidade e prosperidade.

As pessoas têm inveja por pobreza de espírito. Às vezes elas até têm uma vida relativamente confortável e boa, mas ao verem alguém em situação ainda melhor se sentem pobres, inferiores, e gostariam de estar no lugar daquele outro indivíduo. E isso acontece porque na verdade algo falta na vida do invejoso. Pode ser por exemplo uma pessoa rica, mas infeliz no casamento, e vendo alguém feliz sente inveja do relacionamento alheio.

Também pode ser alguém pobre que, em vez de se esforçar para tentar sair daquela situação, preferiria que todos os outros também fossem pobres como ele.

Ladrões muitas vezes são pessoas invejosas. Não toleram que o outro tenha algo a que ele não tem acesso. E deixam de lado a moral para ter a todo custo o que não lhes pertence.

A inveja como pecado capital

A inveja como pecado capital

A inveja é um pecado capital, porque, assim como a soberba, distorce o amor-próprio, leva a pessoa a dar um excesso de importância a si mesma e a desvalorizar o amor fraterno e o amor a Deus criando assim uma grande possibilidade para a ação do mal.

Na Divina Comédia de Dante Alighieri, é dito que os santos não sentem inveja, porque inveja significa desejar os bens alheios. Enquanto os santos desejam apenas a proximidade com Deus, e nada do que pertença ao próximo.

Dante coloca os invejosos no Purgatório, com as pálpebras costuradas por arame:isso para que fiquem fechados os olhos que invejavam e se alegravam com a visão dos males dos outros.

São Tomás de Aquino falava da inveja como um pecado que tem relação com o apego a bens ilusórios terrenos como riquezas, honras, fama e poder. Nada que vá salvar ou elevar a alma do homem. Apenas coisas mundanas, que não têm nenhum valor além do túmulo.

A inveja segundo a psicologia

A inveja segundo a psicologia

Em geral os psicólogos dizem que a inveja é um sentimento que todos sentem ou já sentiram em algum momento da vida, em menor ou maior grau.

Pode começar tendo relação com o colega de escola que tira notas melhores ou que tem namorado ou namorada, enquanto a pessoa está sozinha ou vai mal no colégio.

Ela se torna um problema e um vício (assim como é um pecado do ponto de vista metafísico e religioso) quando é constante, quando há um pensamento firme em desejar ao outro o mal porque ele tem algo que do nosso ponto de vista é muito bom enquanto nós não temos isso.

A inveja é um sentimentos que todos já experimentaram, mas que ninguém confessa. Você pode admitir que se deixou levar pela ira, pela raiva, se deliciar com a preguiça estirado no sofá, se vangloriar de uma noite de luxúria ou de gula, mas dificilmente vai dizer (a não ser de brincadeira) que está morrendo de inveja e que gostaria que fulano se desse mal porque ele conseguiu obter algo que você mereceria obter.

É a emoção negativa mais rejeitada porque apresenta dois elementos desonrosos: a admissão de ser inferior e a tentativa de prejudicar o outro sem competir cara a cara, mas de maneira sutil, traiçoeira, considerada mesquinha, através de pensamentos negativos direcionados contra o próximo, ou então pela fofoca, pela difamação.

O invejo com frequência tece pelas costas comentários depreciativos. E pode tramar planos para atrapalhar o alvo de sua inveja e privá-lo do que o torna invejável.

Tradicionalmente, o olhar maldoso do invejoso é temido. É o famoso mau olhado. Não é coincidência que a palavra inveja, no latim, tenha a mesma raiz de “ver”. E o “veja” do português ainda continua dentro da palavra inveja.

Não é por acaso que existe a expressão “olho gordo”, sendo o olho o órgão da visão e estando a inveja relacionada à visão.

Outra característica da inveja que também dificulta que ela seja admitida, mesmo para si mesmo, é que ela é sentida acima de tudo em relação àqueles que nos são semelhantes, entre pessoas que se consideram comparáveis.

Para uma mulher, a tendência é que ela sinta inveja não da beleza de uma super-modelo, que está distante, mas de uma mulher que considere mais bonita do que ela dentro do seu próprio meio social.

A inveja também está ligada a um prazer. Maligno, é claro: é chamado de schadenfreude, ou seja, é experimentar satisfação diante da desgraça de outras pessoas.

A inveja no Tarot

A inveja no Tarot

A Papisa é uma carta que, se invertida ou com cartas negativas ao redor, pode indicar inveja, principalmente da parte de uma mulher.

O Enforcado, em determinadas situações e dependendo da combinação, pode sugerir uma pessoa “pendurada” em um sentimento de inveja.

Oração contra a inveja – A oração do Manto de São Jorge

Uma boa oração para combater a inveja é a oração do Manto de São Jorge, que é a seguinte:

São Jorge, guerreiro vencedor do dragão, rogai por nós. São Jorge, militar valoroso, que com a vossa lança abatestes e vencestes o dragão feroz, vinde em meu auxílio, nas tentações do demônio, nos perigos, nas dificuldades, nas aflições.

Cobri-me com o vosso manto, ocultando-me dos meus inimigos, dos meus perseguidores. Protegido por vosso manto, andarei por todos os caminhos, viajarei por todos os mares, de noite e de dia, e os meus inimigos não me verão, não me ouvirão, não me seguirão.

Sob a vossa proteção, não cairei, não derramarei o meu sangue, não me perderei. Assim como o Salvador esteve por nove meses no seio de Nossa Senhora, assim eu estarei bem guardado e protegido, sob o vosso manto, tendo sempre São Jorge a minha frente armado de sua lança e do seu escudo.

Amém.

Simpatias contra a inveja

Não é difícil preparar essa simpatia.

A inveja segundo a psicologia

Pegue primeiro um dente de leão inteiro. A plantinha, é claro, não o dente de um leão verdadeiro, pois nesse caso as coisas seriam mais difíceis!

Pegue também um pano ou tecido vermelho. O dente de leão deve ser assoprado na frente desse pano. E então, depois disso, você vai colocar no meio dele uma vela apagada.

Daí você vai unir todas as pontas do paninho vermelho para que se torne um saquinho. E vai amarrar a boca desse saquinho com um laço preto, ou com um pedaço de tecido preto. Dê um bom nó.

Depois você vai enterrar esse saquinho, deixando só a vela de fora. Acenda-a e vá embora. Não lhe para trás!

Essa simpatia contra a inveja funciona da seguinte maneira: o dente de leão é a pessoa, os fragmentos dele que caírem no pano representam a inveja que essa pessoa tem de você, e o saquinho significa conter e expulsar essa inveja.

Com o laço, essa expulsão é selada, fixada.

E usando a vela limpamos a nossa vida do olho gordo e da inveja.

É uma simpatia que não fará mal a ninguém, apenas manterá você mais protegida/o.

Outra simpatia mais específica, para inveja no trabalho, pode ser feita da seguinte maneira:

Em primeiro lugar, você vai precisar de uma pimenta dedo de moça, de vinagre e de um pequeno recipiente.

Você vai picar a pimenta e colocá-la dentro do vinagre.

Pegue então uma pequena porção dessa mistura e coloque-a no recipiente, que pode ser um vidrinho qualquer.

Deixe esse recipiente sempre dentro da sua bolsa ou pasta que leva no trabalho, ou em cima da sua mesa, ou em uma gaveta.

A pimenta defende as pessoas da inveja e do mau olhado de um jeito mágico e poderoso.

6 formas de se proteger contra a inveja:

1) Cultive o silêncio e a discrição: evite falar demais de você e das suas realizações para pessoas que mal conhece. Nesse caso, tenha cuidado com as redes sociais!

Há muitos invejosos rodando por elas e às vezes uma foto que para você é bonita e inocente pode despertar a inveja e a ira de alguém. Procure manter reservados alguns álbuns de fotos para pessoas que você sabe que são de confiança. Evite de a superexposição. Não fale demais sobre seus planos e projetos.

2) Use espelhos: espelhos expulsam energias ruins. Ponha um espelho pequeno na porta de entrada da sua casa, do lado de fora.

Você pode colocar também um objeto espelhado de frente para você na sua mesa de trabalho.

3) Use cruzes e símbolos agrados: Esses símbolos estão carregados de egrégoras de energias positivas. São úteis como amuletos. Você pode colocar o adesivo de um santo no vidro do seu carro.

De preferência santos guerreiros, como São Jorge ou o Arcanjo Miguel.

4) Faça a oração de São Jorge e leia Salmos: são especialmente poderosos contra a inveja os salmos 10, 43, 46, 91 e 96.

5) Tenha cristais com você e em casa: eles absorvem e repelem energias negativas. Leve com você pedras como quartzo branco, ônix, turmalina e hematita.

6) Use água com sal grosso e carvão: pode fazer bem para o ambiente e proteger você das energias ruins colocar um copo de água com sal grosso e carvão perto da porta de entrada, do lado de dentro da sua casa, ou num canto do ambiente.

Troque toda semana.

Gostou do artigo? Comente aqui e compartilhe em suas redes sociais.


Compartilhe!


VT-Post-Vanessa-Ramos
logotipo amazon

Marcello Salvaggio


Sou escritor e pesquisador nas áreas da religião, da literatura, do misticismo e da história.
Considero a espiritualidade a chave fundamental para o entendimento de nossas vidas, para encontrarmos o verdadeiro sentido de nossa existência, e todo meu trabalho é orientado nesse sentido.
Tenho livros publicados no Brasil e na Itália e sou formado em Letras pela USP e auricoloterapia pelo instituto EOMA, escola especializada em acupuntura e em outros ramos da medicina tradicional chinesa.
No campo da terapia e do aconselhamento, considero essenciais a empatia e o respeito ao livre-arbítrio alheio.


Veja também...

setembro 18, 2020

abril 20, 2020

dezembro 19, 2019

__CONFIG_colors_palette__{"active_palette":0,"config":{"colors":{"62516":{"name":"Main Accent","parent":-1}},"gradients":[]},"palettes":[{"name":"Default Palette","value":{"colors":{"62516":{"val":"var(--tcb-skin-color-0)"}},"gradients":[]},"original":{"colors":{"62516":{"val":"rgb(19, 114, 211)","hsl":{"h":210,"s":0.83,"l":0.45}}},"gradients":[]}}]}__CONFIG_colors_palette__
__CONFIG_colors_palette__{"active_palette":0,"config":{"colors":{"b4fbe":{"name":"Main Accent","parent":-1}},"gradients":[]},"palettes":[{"name":"Default Palette","value":{"colors":{"b4fbe":{"val":"var(--tcb-skin-color-0)"}},"gradients":[]},"original":{"colors":{"b4fbe":{"val":"rgb(19, 114, 211)","hsl":{"h":210,"s":0.83,"l":0.45}}},"gradients":[]}}]}__CONFIG_colors_palette__
Publicação Anterior
__CONFIG_colors_palette__{"active_palette":0,"config":{"colors":{"b4fbe":{"name":"Main Accent","parent":-1}},"gradients":[]},"palettes":[{"name":"Default Palette","value":{"colors":{"b4fbe":{"val":"var(--tcb-skin-color-0)"}},"gradients":[]},"original":{"colors":{"b4fbe":{"val":"rgb(19, 114, 211)","hsl":{"h":210,"s":0.83,"l":0.45}}},"gradients":[]}}]}__CONFIG_colors_palette__
Próxima Publicação

Deixe seus comentários...

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>