Dezembro é mês de Iansã, senhora da tempestade!

No dia 4 de dezembro comemora-se o dia de Iansã, também conhecida como Oyá. A orixá dos ventos e dos raios é saudada com a expressão EPAHEY OYÁ! por seus devotos. Na literatura das religiões de matriz africana ela é a responsável por controlar as tempestades e os espíritos dos mortos.

A mitologia

Esposa de Xangô, seu nome faz referência ao cair da tarde e pode ser traduzido literalmente como “mãe do entardecer”. Saudada após trovões, a senhora da tempestade faz parte da mitologia da Umbanda. Tem um artigo falando sobre essa religião afro-brasileira em nosso blog, caso deseje conhecer mais.

Considerada uma guerreira, diferente das demais mulheres orixás, ela geralmente se aproxima dos terreiros consagrados aos homens. Com sensualidade exacerbada – conta a literatura que ela apaixona-se frequentemente e possui muitos parceiros aos quais ela é leal e intensa – ela é considerada a orixá da paixão.

Os filhos de Iansã

Com temperamento explosivo, inquietude, extroversão, dominação, os filhos de Iansã não admitem serem contrariados ou desafiados. Oscilam rapidamente entre o estado normal de alegria para o estado de violência, partido para agressão e discutindo a plenos pulmões  (com direito a choro e drama dignos de uma novela mexicana).

Não conseguem disfarçar seus sentimentos. Quando não gosta e quando gosta todo mundo sabe, pois está na cara. São leais. Objetivos. Muito francos, geralmente tem problemas de convívio social por conta de sua sinceridade. São muito competitivos e enxergam guerra em tudo. Seres individualistas, costumam crer que basta coragem e disposição para ultrapassar os problemas. Selecionam bem os amigos e em geral tem poucos.

Também são pessoas que mudam o curso de suas vidas repentinamente. Algumas vezes se dão conta no novo caminho que estão errados e então eles rapidamente alteram seus destinos sem rodeios, sem arrependimentos e sem planejamento.

Em termos de relacionamento a dois, não toleram traição. Mas, traem. Com tendência a ter uma vida sexual irregular, com paixões arrebatadoras e efêmeras, podem ter várias aventuras amorosas extraconjugais com frequência. O que frequentemente destrói seus relacionamentos sérios.

Características de Iansã e oração

Seu dia é quarta-feira. Sua cores são rosa, vermelho e marrom. Seu elementos naturais são o fogo e o ar. Encontramos elas nos seguintes domínios: bambuzais, tempestades, ventanias, raios e locais onde há morte. Seus símbolos são a espada, o chifre de boi e o eruexin (rabo de cavalo usado para comandar os espíritos mortos). Seu fio de contas é coral com tons marrom, bordô, vermelho e amarelo. No Brasil, Iansã é associada a Santa Bárbara, divindade católica.

ORAÇÃO:

Orikí de Oyá. Eèpàrìpàà! Odò ìyá!

“ORI O! ORI OYA,

MO GBE DE. OYA MESAN, MESAN, MESAN.

OYA ORIRI, O, O, O.

OYA MESAN,

A JI LODA ORISA.

ORI O

ORI OL’ OYA,

MO GBE DE.

ORI MI!

ORI OYA , MO GBE DE.”

“O ORI do iniciado,

O ORI daquele que é iniciado em OYA está aqui.

OYA , que se desdobra em nove partes.

OYA , a grande mulher, charmosa e elegante.

OYA , que se desdobra em nove partes.

ORISA que usa a espada ao acordar.

O ORI do iniciado,

O ORI daquele que é iniciado em OYA está aqui.

Meu ORI.

O ORI daquele que é iniciado em OYA está aqui.”

Iansã