I-Ching: conheça os mistérios do livro chinês das transformações

O I-ching é a forma mais antiga e complexa de divinação que existe no mundo.

A divinação é a arte de reconhecer a relação entre o universo e os acontecimentos de nossas vidas. Podemos falar de tarô, búzios, borras de café e até os padrões de nuvens no céu.

Esses oráculos são fontes de autoconhecimento e reflexão utilizadas durante os séculos para ajudar as pessoas a encontrarem o verdadeiro sentido de suas ações no mundo.

O I-Ching tem origem na China há mais de 3000 mil anos e também é chamado de “O livro das transformações”, o escrito mais antigo conhecido dessa cultura. O sistema, formado por conjuntos de 64 hexagramas – linhas contínuas e seriadas – compõem um leque simbólico e representativo de muitos acontecimentos e fases da vida.

O I-Ching funciona integrado aos princípios do Taoísmo. A doutrina que originou o famoso símbolo do Ying Yang, utilizado no mundo ocidental para representar uma série de sentidos do que seria o equilíbrio entre os opostos.

Que aprofundar seu conhecimento do I-ching e o poder dessa ferramenta na vida humana? Te convidamos a conhecer um pouco mais sobre essa fabulosa ferramenta de autoconhecimento.

leitura Tarot orientação clara e objetiva

A filosofia do I-ching

A filosofia por trás do I-ching pode ser resumida entre dois grandes conceitos: a mudança e o equilíbrio.

A mudança é um princípio motor da vida humana e também do universo. O filósofo Henri-Bergson chegou a afirmar que essa é a única verdade: a que tudo muda. Heráclito demonstrou isso ao pensar em um rio, aparentemente sempre o mesmo rio, mas com águas em constante movimento.

No I-ching, é possível encontrar diversas manifestações dessa verdade. Da calmaria à tempestade, do repouso à revolução. A partir daí, os 64 arquétipos contidos nos hexagramas podem ser combinados em milhões de formas, capazes de dar conta dos acontecimentos de nossa vida de uma maneira complexa e inspiradora.

Aceitar a mudança e as transformações é uma das grandes sabedorias da filosofia chinesa. Você já pensou em como seria a vida se não recusássemos a mudança? Se não exigirmos que o tempo e os acontecimentos ajam conforme nossa vontade, mas buscando aprender a cada acontecimento?

Eis uma das maiores sabedorias por trás do I-ching. A transformação faz parte do aprendizado de nossas vidas e não precisamos nem realizar uma consulta de divinação para entendermos a potência dessa idéia.

O equilíbrio é segundo pilar da filosofia do I-ching, condensado no Ying Yang. Podemos pensar em diversas duplas de palavras para entendermos o poder dessa mensagem. Masculino e feminino, luz e trevas, vida e morte.

Para o taoísmo, um oposto só pode existir a partir da existência do outro. Sem morte, nem sequer pensaríamos na vida! Sem o poder da escuridão, não poderíamos reconhecer a força da luz.

Mesclando os dois conceitos – equilíbrio e transformação – encontramos a própria imagem da natureza: os ciclos.

Luz e escuro são perfeitamente representados pela mudança que vivemos todas as vezes que o dia dá espaço para a noite. Ainda no céu, sol e lua se tornaram desde a mais antiga idade os símbolos dos pólos masculino e feminino.

Faça agora mesmo uma consulta online via chat escrito

O I-ching pode ajudar a curarmos a psique

A idéia por trás da filosofia do I-ching é entrarmos em contato com os ciclos naturais. Ciclos de aprendizado, de quando deixamos algo morrer para que algo nasça no lugar. Ciclo de criação como nos demonstra a lua que nasce e morre todos os meses em nosso céu.

Não é à toa que Carl Jung – fundador da psicologia analítica – utilizava o I-ching para ajudar seus pacientes terapeuticamente.

Esse psicólogo foi responsável por ver nossa mente, nossa psique, como uma grande busca pelo equilíbrio. Devemos encontrar nosso balanço, como no Ying Yang, para vivermos serenamente.

Isso inclui descobrir nossa sombra (nossos medos, bloqueios e travas) para conseguirmos viver com mais luz. Trata-se de equilibrar nossas energias masculinas e femininas e dissolvermos os nós que nos prendem.

veja os depoimentos

Como funciona uma leitura

Com seus grandes arquétipos e movimentos da vida, o I-ching é uma ferramenta incrível para obtermos iluminação em momentos difíceis da vida.

Algumas pessoas consideram que uma leitura com o I-ching pode conectar a pessoa com seu “seu superior”, a sua essência, para revelar desejos e fatores ocultos.

Outras acreditam que uma leitura com o I-ching promove uma ponte entre inconsciente e consciente, revelando informações que normalmente só encontramos nos sonhos.

De fato, podemos dizer que o I-ching proporciona um reconhecimento muito claro de padrões de pensamento e de personalidade. Você poderá visualizar a relação de sua pessoa com fatores externos, obstáculos e, inclusive, visualizar possíveis ocorrências futuras.

Você se interessa pelo I-ching? Gostaria de saber mais sobre o tema? Comente e enriqueça nosso blog com a sua experiência!

Ganhe pontos em todas as compras