fevereiro 22, 2021

Crenças limitantes: como modificá-las ou eliminá-las?

Crenças limitantes bloqueiam nosso potencial, restringem nossa liberdade, nos atrapalham no desenvolvimento dos nossos talentos e na expressão do nosso eu.

Como fazer para se libertar delas e para destravar a própria vida?

Em primeiro lugar, é preciso responder a primeira pergunta que vem à mente quando pensamos em crenças desse tipo.

É realmente possível mudar as crenças limitantes?

As crenças têm uma influência significativa em nossos comportamentos e nas ações que decidimos levar adiante. Muitas vezes, elas determinam nossas escolhas e as decisões que tomamos.

Crenças limitantes

Claro, as crenças podem ter várias implicações: podem ser positivas, ou seja, servir de apoio; ou então podem ser negativas, ou seja, limitantes.

Frequentemente, essas crenças são “instaladas” em nossa mente e se enraízam tão profundamente que nem as percebemos mais, ou as consideramos parte de nós mesmos.

Infelizmente, eles podem se tornar verdadeiras barreiras que nos impedem de alcançar nossos objetivos e de sermos felizes.

No entanto, alegre-se: é sim possível superá-las!

Para isso são necessários esforço e boa vontade.

Questione as crenças limitantes

Você deve focar no seu desenvolvimento como pessoa. E para isso precisa questionar as crenças que limitam e bloqueiam você. Por que elas estão ali? Por que são de alguma forma importantes? O que levou á formação delas? Procure responder a estas perguntas e perceba que elas são desnecessárias, podem ser questionadas e não precisam estar lá.

Volte-se para a mudança positiva, no combate àquelas crenças que podem interferir em nosso processo de crescimento e evolução.

A ajuda externa no combate a crenças limitantes

Em alguns casos, se tiver disponibilidade, você pode recorrer à ajuda de um terapeuta ou de um Coach (palavra inglesa para “treinador” ou “instrutor”).

O Coach pode ajudar você a despertar principalmente seu potencial profissional, de carreira e satisfação pessoal em uma determinada área de sua vida.

O verdadeiro desafio de um Coach consiste em conseguir fazer quem ele auxilia “enxergar” de verdade as próprias crenças limitantes, que o outro pode não ter conseguido enxergar sozinho.

Deve ser uma pessoa dotada de boa sensibilidade e intuição (por isso fique atento quando for procurar um), que consiga permitir a exposição das restrições e dos bloqueios.

Isso para eliminar velhas certezas e tentar encontrar novos significados e direções, para ajudar o próximo a assumir um ponto de vista diferente, que lhe permita agir com base em uma crença positiva, benéfica.

Se pensarmos sobre isso, chegamos à conclusão que é apenas sabendo, tomando consciência, que podemos realmente nos abrir para a mudança.

Porém, para sermos capazes de entender como transformar nossas crenças limitantes em um recurso, torna-se fundamental entender como uma crença se forma em nossa mente.

Como uma crença é criada em nossa mente?

Uma crença em primeiro lugar (seja ela positiva ou negativa) é formada por um processo que se origina de um fato, de  um acontecimento ou de um dado, de uma informação, que produz um pensamento.

Esse pensamento cristaliza uma crença. Que por sua vez leva a uma ação, ou, para sermos ainda mais precisos, a determina.

Crenças limitantes

No entanto, as crenças não dizem respeito à esfera objetiva da realidade, ou seja, ao mundo concreto, mas são na verdade pensamentos subjetivos, interpretações que damos de eventos, palavras, do que nos acontece.

Por exemplo, uma surra que podemos ter levado na infância pode ter nos deixado com a crença que somos pessoas fracas, e dessa forma crescemos com medo do confronto, seja físico ou emocional/intelectual.

As ações que realizamos são portanto uma consequência direta dessas deduções que se enraízam dentro de nós. São o resultado das convicções que amadurecemos.

Esse sistema pode se tornar uma espécie de círculo vicioso. Isto é: uma vez que as crenças se enraízam, a seleção de fatos e dados tenderá a seguir uma direção coerente por ela.

Assim, muitos acontecimentos do mundo externo serão interpretados como uma confirmação dessas crenças.

Por exemplo, se achamos que somos pessoas feias e apagadas, sem beleza ou carisma, a menor rejeição já irá confirmar essa nossa falsa certeza, e nos esquecemos que em algum momento da vida todos são rejeitados.

Reestruturação do pensamento: descobrindo uma nova realidade

Você precisa, para se livrar das crenças limitantes, reestruturar sua vida interior, conseguindo assim atribuir um possível novo sentido à realidade.

Você deve mudar o pano de fundo ou a visão conceitual e / ou emocional que se forma dentro de você quando algo acontece.

No caso da rejeição, por exemplo, você deve pensar que se aquela pessoa o rejeitou, isso não significa que você não tenha nenhum encanto. Pense que de qualquer forma não daria certo com ela, que vocês são incompatíveis e só seriam infelizes juntos, enquanto você poderá ser feliz num primeiro momento consigo mesmo, se aprimorando internamente, e depois encontrando uma pessoa compatível. Que aparecerá quando você estiver pronta (o), no momento.

Se você não puder ter num primeiro instante uma ajuda externa, procure começar substituindo pensamentos e afirmações negativas por positivas. Procure ver sempre o outro lado da moeda.

Coloque cada situação dentro de um quadro diferente ao que está acostumado, que se encaixe positivamente à sua vida.

Isso não significa assumir um ponto de vista ingênuo sobre tudo, de que absolutamente tudo dará certo e seguirá a sua vontade simplesmente. Há muitas questões em jogo na vida que não tornam as coisas tão simples. Mas você deve aprender mesmo com as experiências negativas, fazendo com que não criem crenças limitantes em você.

Essas experiências devem deixar um aprendizado e passar, as feridas devem cicatrizar e não ficar o tempo todo sangrando.

Os obstáculos estão ali às vezes não para serem saltados de imediato, mas você pode se desviar por outro caminho ou transformá-los.

O importante é não ficarmos presos naquele círculo vicioso que nos mantêm em uma situação de bloqueio.

Não precisamos ser limitados por crenças. Muito melhor sepultar as crenças negativas e criar novas, positivas, para que nos sirvam não como muletas, e sim como asas.

As crenças negativas sim que são muletas que às vezes nos servem para ficarmos acomodados e conformados com o que já temos e o que somos.

Lembre-se sempre de sua dignidade como ser humano, que tem uma alma e um valor únicos.

Simpatia para a autoconfiança e para enfraquecer crenças limitantes

Esta é uma simpatia bastante simples para que você limpe o astral ao seu redor, adquira mais confiança e dessa forma debilite aquelas crenças que limitam você.

Para fazê-la, você vai precisar dos seguintes ingredientes:

Simpatia para a autoconfiança e para enfraquecer crenças limitantes

Incenso de erva-cidreira

Incenso de canela

Uma vela laranja

Alguns ramos de alecrim

Papel e caneta

Comece acendendo o incenso de canela.

A fumaça deve ser levada para todos os cantos de sua casa. Espalhe em todos os ambientes.

Após isso, escolha um lugar específico do lar para fazer a segunda parte deste ritual.

Dê preferência a um local sossegado, onde possa ficar concentrada (o).

Acenda então o incenso de erva-cidreira e a vela laranja.

Volte sua cabeça para o alto, feche as pálpebras, respire bem fundo e reflita sobre a sua vida e os acontecimentos dela.

Mas não pense só nas dificuldades, nos problemas e nos sofrimentos que levaram a crenças limitantes.

Observe também suas vitórias, mesmo que as considere pequenas, e os seus dias alegres.

Pense nas pessoas que te amam, que gostam de você.

Faça isso por alguns minutos, dez ou quinze, e então passe para a etapa seguinte deste ritual.

Nesta última parte, você vai apanhar o pedaço de papel e a caneta.

Comece a escrever, mencionando as maiores barreiras da sua vida. Problemas como timidez, má sorte, dificuldades financeiras, no amor e assim por diante.

Coloque por escrito seus defeitos, seus tropeços, tudo que no seu conceito é uma dificuldade, um obstáculo. Tudo o que te limita.

O papel deve ser levado ao ar e enterrado com alecrim. Então pise em cima de onde enterrou e diga:

–  Vou vencer e passar por cima de todos os problemas e obstáculos! Vou acreditar em mim mesma (a) e superar todas as berreiras! Vou conseguir porque sou forte e tenho meu valor!

Se quiser também pode criar ou adicionar outras palavras que expressem confiança;

Jogue fora as sobras das velas e do incenso, e então estará feito.



Dúvidas no Amor?


Nossos Tarólogos Online respondem tudo!


A partir de R$ 9,90

Consultores VidaTarot

Coloque um ponto final nas suas dúvidas agora mesmo!


Veja também...

outubro 18, 2021

outubro 15, 2021

outubro 14, 2021

>