agosto 20, 2021

Confiança: Quando confiamos e por quê?

O que são confiança e autoconfiança?

A confiança é um sentimento que sentimos por alguém quando pensamos que podemos contar com essa pessoa.

A autoconfiança é esse mesmo sentimento aplicado a nós mesmos, quando temos autoestima o bastante para sabermos que podemos confiar em nós mesmos.

Com relação aos outros, obviamente não temos 100% de certeza que podemos contar com alguém, porque sabemos o que passa na cabeça de outros seres humanos, não temos certeza do que uma pessoa realmente fará, mas se estivermos confiantes, isso significa que acreditaremos que o próximo se comportará da melhor maneira possível.

Nem autoconfiança podemos ter certeza que não vamos falhar, afinal somos humanos, podemos errar, voltar atrás…

Mas a autoconfiança é importante para levarmos adiante nossos objetivos.

A confiança, por fim, é aquela atitude, para com os outros ou para com nós mesmos, que resulta de uma avaliação positiva de fatos, circunstâncias e relações.

Através dela apostamos nos outros ou nas nossas próprias possibilidades, o que geralmente produz uma sensação de segurança e tranquilidade.

Confiar nos outros

confianca-nos-outros

Quando confiamos, esperamos algo bom do outro, por isso confiamos nele.

Logo vem a pergunta:

Por que confiamos em algumas pessoas e não em outras?

Tendemos a confiar em pessoas que têm os mesmos valores que nós e que se comportam de forma semelhante a nós.

Compartilhamos ideais de vida e acreditamos nas mesmas coisas ou em coisas parecidas.

Confiamos quando vemos nos outros comportamentos de que gostamos, e notamos uma consistência ao longo do tempo.

Também podemos confiar em alguém quando alçamos resultados que nos levam a acreditar que essa pessoa possui em si o que buscamos.

Esperamos que uma pessoa na qual confiamos seja capaz de nos proporcionar as coisas de que precisamos.

As regras da confiança

confiança

Existem regras que cada um forma, de acordo com seus valores e crenças, para estabelecer se deve ou não confiar em alguém.

Pense em uma pessoa em quem você confia muito.

Em contraste, pense em uma pessoa em quem você não confia.

Agora responda a estas perguntas simples:

O que a primeira pessoa fez para merecer a confiança que você não dá à segunda?

O que se deve fazer para ganhar sua confiança? Basicamente, você confiaria na segunda se…

O que faria você perder a fé na primeira pessoa?

Como você pode ver, são três perguntas simples e, se respondê-las com precisão, descobrirá as regras gerais com base nas quais confia nos outros.

Mas você pode descobrir mais com um segundo exercício.

Pense em uma terceira pessoa em quem você confia, mas não muito, digamos que não como na primeira em que você pensou.

Entre essas duas pessoas, portanto, há uma diferença: você confia em ambas, mas não na mesma medida, com a mesma intensidade.

Agora pense nessas duas pessoas e faça a si mesmo as três perguntas que viu antes.

Dessa forma, você notará nuances sutis de suas regras e compreenderá mais profundamente por que confia em algumas e não em outras.

Acabado? Bem, talvez não.

Agora você sabe os motivos pelos quais confia em algumas pessoas.

Mas quais são as razões pelas quais não confiamos em certos indivíduos de jeito nenhum?

Confiança e decepções

confianca-e-decepcao

Muitas vezes, o fato de você não confiar em alguém por mais que a pessoa se esforce se deve a decepções do passado. Ou com essa pessoa em questão, ou com outras pessoas de uma categoria semelhante a ela.

Por exemplo, você pode ser uma mulher que foi traída no seu relacionamento. Não só pode não confiar mais naquele parceiro como poderá desconfiar de todos os homens daquele momento em diante.

O mesmo vale para um homem magoado por uma mulher.

A desconfiança frequentemente está acompanhada pelo medo. Medo de se machucar física e emocionalmente.

Cuidado com a falta de confiança exagerada, porque pode levar a extremos e à depressão.

Você pode estar sofrendo porque, devido a decepções do passado:

1 – Evita atividades que envolvem contatos sociais (academia, cursos e férias em grupo);

2 – Se isola porque teme as críticas e julgamentos dos outros;

3 – Se exclui de eventos onde pode encontrar pessoas que não conhece e das quais pode não gostar. Porque você não confia nas pessoas e teme que esses desconhecidos possam te machucar como outros te machucaram no passado.

4 – Não se envolve por medo de ser traída/o ou rejeitada/o

Procure, em vez disso, cultivar uma atitude positiva. Não é porque alguém te decepcionou no passado que todos vão fazer o mesmo.

Siga em frente, faça as coisas que gosta e procure relaxar mais.

Confiar em Deus

Uma das soluções para a falta de confiança pode ser se ligar à fé.

Se você não consegue confiar nos outros, tente confiar em Deus.

Ele quer o melhor para você, e não te fazer sofrer.

Logo, confie que ele trará o melhor para você e te blindará das decepções.

Ore e medite mais e busque melhorar sua conexão com o alto.

Dessa forma, não só sua vida do dia a dia irá melhorar, você também se focará mais no amor ao próximo e consequentemente conseguirá confiar em quem merece sua confiança.

Simpatia para ter mais confiança nos outros

Netuno é o planeta que governa nossa imaginação e tudo o que de mais místico temos em nós.

Dirija sua atenção para este planeta, para as entidades e espíritos que o regem, e pronuncie a seguinte frase com os olhos fechados:

“Ajude-me a distinguir o que é real do que é irreal e faça o meu coração sentir as coisas verdadeiramente”.

Assim que acabar, borrife água fria no rosto.

Esta simpatia simples tem como meta fazer você se dar conta que muitas vezes nossa desconfiança é fruto de nossa imaginação, de medos infundados, sem base real.

Foque-se, com o poder de Netuno, a desenvolver sua imaginação num sentido positivo, para idealizar e construir coisas interessantes para você e não para criar fantasias negativas.

Dessa forma, você conseguirá ter uma vida mais aberta a novas chances, porque quem confia conhece mais pessoas e consequentemente abrem-se sempre novas oportunidades.

Enquanto que quem fica preso a desconfianças se fecha ao mundo.

Não confie em todos, mas confie em quem merece confiança.



Marcello Salvaggio
logotipo amazon

Marcello Salvaggio


Sou escritor e pesquisador nas áreas da religião, da literatura, do misticismo e da história.
Considero a espiritualidade a chave fundamental para o entendimento de nossas vidas, para encontrarmos o verdadeiro sentido de nossa existência, e todo meu trabalho é orientado nesse sentido.
Tenho livros publicados no Brasil e na Itália e sou formado em Letras pela USP e auricoloterapia pelo instituto EOMA, escola especializada em acupuntura e em outros ramos da medicina tradicional chinesa.
No campo da terapia e do aconselhamento, considero essenciais a empatia e o respeito ao livre-arbítrio alheio.

Já consultou nossos Tarólogos?

A partir de R$ 9,90


Faça sua consulta online agora mesmo!


Consultores VidaTarot

Coloque um ponto final nas suas dúvidas sobre Amor, Dinheiro, Emprego etc.


Veja também...

agosto 6, 2021

julho 20, 2021

maio 14, 2021

>