fevereiro 25, 2021

Compulsão: quando você perde o domínio sobre si

O que é uma compulsão?

Uma compulsão indica um comportamento constrangedor ou incontrolável que leva à realização de determinadas ações, com o objetivo de amenizar, ainda que momentaneamente, a ansiedade gerada por obsessões.

Quem sofre de compulsões enfrenta pensamentos ou imagens mentais que persistentemente se repetem, dominando a vida mental e emocional do indivíduo.

Quando uma certa compulsão é efetivada, consequentemente a ansiedade tende a diminuir. É por isso que as ações relacionadas tendem a se repetir, para que seja obtido o alívio que a pessoa almeja sempre que a angústia e a ansiedade atacam.

No entanto, esse alívio interno passa rápido e traz consigo uma série de problemas, podendo inclusive gerar muitas situações constrangedoras.

Compulsões e TOC

Compulsões e TOC

As compulsões podem tomar a forma de rituais postos em prática com o objetivo de aliviar angústias e dúvidas que muitas vezes acompanham as obsessões.

Um exemplo de compulsão é a necessidade de se lavar repetidamente em resposta a obsessões de contaminação (temos aqui, por exemplo, o medo de contrair uma doença infecciosa grave).

Muitas vezes a compulsão assume também um aspecto completamente irracional, como no caso de tiques.

Essas manifestações podem indicar transtorno obsessivo-compulsivo (TOC).

Há aqueles casos de TOC, por exemplo, em que a pessoa tem mania de limpeza. Com frequência, em casos mais graves, mesmo que ela limpe a casa inteira, ela não consegue alívio, e precisa limpá-la de novo e de novo, até a exaustão.

Compulsão por compras (compulsão consumista)

A compulsão por compras é caracterizada pelo ato de comprar demais, inclusive coisas desnecessárias, o que causa danos ao estilo de vida da pessoa afetada, como problemas financeiros ou incapacidade de cuidar das necessidades da família.

A taxa de manifestação deste comportamento compulsivo é de 5,8% em todo o mundo, sendo que a maioria das pessoas que sofrem com este tipo de compulsão são mulheres (cerca de 80%).

Acumulação compulsiva

A acumulação compulsiva é caracterizada pelo armazenamento excessivo de objetos e pela dificuldade de se livrar deles.

Pode estar ligada à compulsão por compras, ou começar com ela, mas nem sempre. Às vezes as pessoas podem acumular também coisas que não compram, mas que por exemplo recolhem do lixo.

Acumulação compulsiva

As principais características da acumulação incluem a incapacidade de utilizar corretamente armários e outros espaços onde guardar objetos e a dificuldade de movimentação pela casa devido à grande quantidade de coisas presentes.

Até mesmo saídas podem ficar bloqueadas, o que pode representar um perigo para o acumulador, a sua família e convidados.

Os itens que normalmente são armazenados por acumuladores incluem roupas, jornais, contêineres, livros e artesanato.

Os acumuladores acreditam que esses itens serão úteis no futuro ou que têm um significado sentimental grande demais para serem jogados fora.

Outros motivos incluem o medo de perder documentos e informações importantes.

Compulsão por jogos de azar

A compulsão por jogos de azar é um problema caracterizado pelo desejo de jogar e não ser capaz de resistir a esse desejo.

O jogo leva a sérios problemas pessoais e sociais na vida do indivíduo. Esse comportamento compulsivo geralmente começa no início da adolescência e é mais comum entre os homens.

Pessoas que têm problemas para controlar a compulsão por jogo geralmente acham ainda mais difícil resistir quando passam por momentos estressantes na vida.

Pessoas que jogam compulsivamente tendem a ter problemas com seus familiares, com a lei e com pessoas com quem jogam.

Muitos dos problemas associados a este comportamento compulsivo devem-se à falta de dinheiro para continuar a jogar ou à dificuldade em pagar as dívidas causadas pelo jogo patológico.

A compulsão por jogo pode ser tratada com várias formas de terapia, como através da terapia cognitivo-comportamental, por meio de grupos de autoajuda ou, em último caso, medicamentos.

Compulsão sexual

Compulsão sexual

Este tipo de compulsão é caracterizada por sentimentos, pensamentos e comportamentos excessivos sobre qualquer coisa relacionada ao sexo.

Esse excesso de desejo sexual pode causar problemas de saúde, trabalho, socialização ou afetar outras áreas da vida, inclusive a afetiva.

É o caso daquelas pessoas que não criam laços por colocar o sexo acima do amor ou, mesmo quando se casam ou namoram, acabam afetando o parceiro com infidelidade ou vício em pornografia.

Esses sentimentos, pensamentos e comportamentos podem incluir um comportamento sexual normal, sem perversões que afetem o livre-arbítrio alheio, ou comportamentos considerados ilegais e/ou moral e culturalmente inaceitáveis.

Este transtorno também é conhecido como hipersexualidade, transtorno hipersexual, ninfomania ou dependência sexual.

Falar compulsivamente

Falar compulsivamente

A fala compulsiva ou falar compulsivamente (talkaholic) vai além dos limites do que é considerado uma quantidade de fala socialmente aceitável.

Os dois principais fatores para determinar se alguém é um falador compulsivo são falar continuamente, às vezes até atropelando outra pessoa, só parando depois de algum tempo que ela tenta falar, e o fato de que os outros percebem o falar demais como um problema.

Traços de personalidade que foram associados a essa compulsão incluem assertividade, vontade excessiva de se comunicar e características neuróticas.

Estudos têm mostrado que a maioria das pessoas que são falantes compulsivos estão cientes da quantidade exagerada de conversas em que se envolvem, mas são incapazes de parar e não veem isso como um problema realmente sério.

Compulsão alimentar

Compulsão alimentar

A alimentação compulsiva é a incapacidade de controlar a quantidade do que se come, resultando em ganho de peso e outros problemas psicológicos e de saúde.

Essa alimentação excessiva costuma ser um mecanismo para lidar com diversos problemas na vida do indivíduo, como estresse, frustrações ou ansiedade.

Comedores compulsivos geralmente sabem que o que estão fazendo não é bom para sua saúde.

O comportamento compulsivo geralmente se desenvolve na primeira infância. As pessoas que lutam contra a alimentação compulsiva geralmente não têm as habilidades adequadas para lidar com os problemas emocionais que causam seu excesso de ingestão de comida.

Entregam-se a bebedeiras e períodos de duração variável em que comem e / ou bebem sem parar, até que a compulsão passe ou não consigam mais consumir.

Essas farras costumam ser acompanhadas de sentimentos de culpa e vergonha por usar a comida como ferramenta para evitar o estresse emocional.

Seguir um tratamento psicológico e uma dieta saudável pode ajudar as pessoas a superar esses comportamentos.

(Veja o artigo sobre compulsão alimentar)



Dúvidas no Amor?


Nossos Tarólogos Online respondem tudo!


A partir de R$ 9,90

Consultores VidaTarot

Coloque um ponto final nas suas dúvidas agora mesmo!


Veja também...

outubro 21, 2021

outubro 12, 2021

outubro 5, 2021

>