junho 23, 2021

Banho de ginseng: benefícios e virtudes.

Propriedades do ginseng

Propriedades do ginseng

As virtudes do ginseng são atribuídas a vários componentes presentes em suas raízes. Além de um bom conteúdo em vitaminas, óleo essencial e polissacarídeos, deve-se observar a presença de outros princípios ativos muito benéficos para a saúde, como os ginsenósidos.

A planta possui propriedades tônicas e adaptativas, pois favorece a capacidade do organismo de se adaptar ao estresse, fortalecendo os sistemas imunológico, endócrino e nervoso e melhorando as habilidades físicas e mentais.

Como todos os vegetais da mesma espécie, melhora a resposta do cérebro e da glândula adrenal, aumentando assim a resistência do organismo aos mais diversos agentes nocivos químicos, físicos, mecânicos, farmacológicos e biológicos.

Vários estudos têm demonstrado que o ginseng influencia no cérebro eixo hipotálamo-hipófise, aumentando a liberação de ACTH, um hormônio que induz a liberação de cortisol

O cortisol promove a síntese de glicogênio e proteína nos músculos e estimula o funcionamento do sistema imunológico, permitindo que o corpo resista melhor ao frio, calor, intoxicação química, fadiga, etc.

Numerosos estudos também destacam suas propriedades hipoglicemiantes, úteis para reduzir a concentração sanguínea de glicose, no caso do diabetes mellitus.

Sua propriedade estimulante atua na verdade em todos os sistemas do corpo. Promove a melhora dos reflexos, a aceleração da resposta dos nervos, a redução da fadiga mental e fortalecimento da resistência física e da memória. O que o torna adequado para quem estuda muito ou pratica uma intensa atividade desportiva.

Sempre considerado um alimento afrodisíaco especialmente para os homens, o ginseng estimula o desejo e as funções sexuais. Essa virtude parece estar ligada à capacidade de aumentar a liberação de determinadas substâncias que promovem uma ereção mais vigorosa.

Entre as várias espécies, a medicina chinesa associa as principais propriedades afrodisíacas ao ginseng vermelho, cuja coloração se deve simplesmente ao tratamento da raiz com vapor (120-130 °C por cerca de 2-3 horas) e posterior secagem.

Como usar o ginseng

Recomenda-se ingeri-lo de manhã e não após as 16 horas para evitar problemas de insônia.

Pode-se usá-lo em:

Na forma de extrato.

Em comprimidos ou cápsulas, duas vezes por dia.

Na forma de tintura, 30 gotas 1 ou 2 vezes ao dia.

Na forma de chá.

Contraindicações do ginseng

Contraindicações do ginseng

A ingestão de ginseng é contraindicada em casos de hipertensão, taquicardia, palpitações, insônia, ansiedade, tremores, dores de cabeça e convulsões, na presença de doenças psiquiátricas graves, durante a gravidez e a amamentação.

Foram relatadas interações com anticoagulantes e com fenelzina (princípio presente em alguns psicotrópicos), com hipoglicemiantes e insulina: consequentemente, não recomendamos o uso de ginseng nesses casos.

O habitat do ginseng

É nativa do hemisfério norte, da Ásia oriental (principalmente Coréia, Norte da China e Sibéria oriental) e América do Norte, e normalmente cresce em climas mais frios. A espécie vietnamita é a mais comumente usada.

Algumas noções históricas

A primeira parte do nome científico do ginseng, Panax Ginseng, vem do grego, da composição da palavra pan, ou seja “tudo”, e akèia, ou seja “cura” (termo do qual também vem a palavra “panaceia”, ou seja, um remédio para todos os males, mencionado com frequência pelos alquimistas.)

O termo ginseng vem do chinês rènshēn, que significa “planta do Homem”, pois a forma de sua raiz se assemelha à forma humana.

Não por acaso a planta é tradicionalmente cultivada para produzir raízes que se assemelham ao corpo humano e seus órgãos.

Ou seja, com ramificações que sugerem a forma dos membros, da cabeça, os atributos sexuais dos dois sexos etc; os artesãos agrícolas que conseguem reproduzir melhor essas formas conseguem obter preços mais respeitáveis na venda.

Além disso, a medicina tradicional chinesa considera a planta um elixir da juventude, que possui todas as virtudes terapêuticas, preventivas, curativas e energéticas imagináveis; e parece que essa alta consideração pelo ginseng existe há milênios, porque o ginseng aparece nos mais antigos tratados de medicina, desde o início da era cristã.

Como preparar um chá de ginseng?

O primeiro passo é comprar uma raiz de ginseng.

Como preparar um chá de ginseng?

É descascada, secada e vendida em pedaços ou pulverizada; às vezes passa por um processo de fervura antes da secagem que lhe dá uma cor vermelha que a torna, segundo muitos, ainda mais eficaz.

Ingredientes para duas xícaras:

– uma raiz seca de ginseng (ou se você preferir também pode encontrá-la na forma de pó)

–  mel

– limão

– algumas folhas de hortelã.

Procedimento: pegue uma panela com água e leve para ferver. Quando a fervura for atingida, desligue o fogo e infunda de 6 a 10 fatias finas de raízes (ou duas colheres de sopa de raiz de ginseng em pó). Deixe em infusão por cerca de cinco minutos e adoce com mel e folhas de hortelã, se quiser.

Recomenda-se tomá-lo uma vez ao dia, mas não após o final da tarde ou à noite.

Para não causar insônia ou agitação à noite, melhor consumi-lo de manhã ou no início da tarde, por cerca de três semanas ou nos períodos em que for mais necessário.

Pode ser tomado como uma alternativa ao café.

Banho de ginseng

O ginseng também pode ser usado em um bom banho, que pode ajudar a melhorar a pele, a tonificá-la, a torná-la mais macia e elástica.

É bom especialmente para peles secas e ásperas, e além disso pode fornecer a você muito mais energia.

Especialmente se você for homem, pode obter efeitos afrodisíacos também através do banho.

Você vai precisar de:

Vários pedaços de raiz de ginseng

1 litro de água

Modo de preparar:

Ponha o ginseng e a água em um recipiente não-metálico, com tampa, e deixe ferver.

Depois que tiver começado a ferver, reduza a intensidade do fogo e deixe cozinhar até que o volume se limite a um quarto do original.

Aguarde esfriar deixando em temperatura ambiente.

Se tiver uma banheira, junte a infusão, com os pedaços da raiz, à água do banho. Fique de vinte minutos a meia-hora.

Se não tiver banheira, tome seu banho devagar por esse período de tempo, despejando aos poucos a água com o ginseng.

Antes desse banho, você também pode fazer um pedido para reforçar sua proteção espiritual, e a intensidade do ginseng e de seu elementar irão ajudar você a conseguir esse objetivo.



Marcello Salvaggio
logotipo amazon

Marcello Salvaggio


Sou escritor e pesquisador nas áreas da religião, da literatura, do misticismo e da história.
Considero a espiritualidade a chave fundamental para o entendimento de nossas vidas, para encontrarmos o verdadeiro sentido de nossa existência, e todo meu trabalho é orientado nesse sentido.
Tenho livros publicados no Brasil e na Itália e sou formado em Letras pela USP e auricoloterapia pelo instituto EOMA, escola especializada em acupuntura e em outros ramos da medicina tradicional chinesa.
No campo da terapia e do aconselhamento, considero essenciais a empatia e o respeito ao livre-arbítrio alheio.

Já consultou nossos Tarólogos?

A partir de R$ 9,90


Faça sua consulta online agora mesmo!


Consultores VidaTarot

Coloque um ponto final nas suas dúvidas sobre Amor, Dinheiro, Emprego etc.


Veja também...

outubro 21, 2021

outubro 12, 2021

outubro 5, 2021

>