Acredito que o banho mais conhecido e procurado seja o banho de descarrego, todos já se sentiram pesados e levando uma carga maior que a sua própria carga.

E vão aos centros de Umbanda para tomarem um passe para se livrarem deste peso, e ás vezes a entidade recomenda também um banho.

O banho de descarrego é feito sempre com ervas quentes, que já aprendemos em outro artigo, que não devem ser jogadas na cabeça por conta do chacra coronário.

Mas nem sempre está será uma verdade absoluta, quando o banho for de mar por exemplo, pode-se e deve-se molhar a cabeça, falaremos sobre isto mais para frente.

Quem indicará que tipo de banho você deve tomar, será a entidade que está lhe atendendo, de acordo com a sua necessidade e gravidade.

Banho de Descarrego: elimine cargas negativas

Existem três tipos de banho de descarrego

Estes banhos são indicados para desimpregnação energética ou para eliminar cargas energéticas negativas que adquirimos ao transitarmos por todo tipo de ambiente, onde contém vários vírus espirituais, que as pessoas portam em suas auras.

E estes vírus só conseguem nos atingir, porque estamos em desarmonia, desequilibrados espiritualmente.

Estes banhos são indicados por que recebemos uma carga negativa de alguém, nós pegamos esta carga porque não estamos harmonizados e protegidos como deveríamos.

As pessoas acham que estas energias são enviadas por alguém, na verdade nós as pegamos de algumas pessoas, porque estamos desequilibrados.

E o banho de descarrego seguido de um banho de energização ou defesa, colocara seus chacras todos em seus devidos lugares, trazendo proteção e força.

Banhos de descarrego e energização na natureza

São banhos realizados em pontos de força naturais, como o mar, cachoeira, rios ou lagos.

Apenas uma observação, nunca entre nestes pontos de força, sem pedir a permissão dos donos dos lugares, que na Umbanda chamamos de guardiões, então antes de tomar um banho de mar, peça a licença e permissão dos guardiões daquele local e da nossa Mãe Iemanjá.

A mesma coisa deve ser feita nas cachoeiras, peça permissão aos guardiões antes de tomar banho e a Mamãe Oxum ou Iansã (vai depender do seu Orixá, ou da orientação da entidade).

Lembrando que os guardiões são os Exus e Pombo Giras.

Nestes locais energéticos, sem poluição podemos lavar o nosso chacra coronário, realizando desta forma o descarrego e a energização ao mesmo tempo e em alguns casos a fixação se você for filho do Orixá responsável pelo ponto de força.

Exemplo: Sou filha de Iemanjá, portanto, sempre que vou ao mar, realizo as três coisas ao mesmo tempo, descarrego, energização e fixação do meu Orixá.

Um simples banho de mar, pode descarregar as energias enfermiças do espirito, limpar nosso campo vibratório, decantar negativismos e vícios.

E ao mesmo tempo, recarregar e magnetizar nosso campo vibratório com energias sutis, expandindo a nossa áurea.

Vimos então que neste caso, o sal do mar não fará mal ao nosso chacra coronário e nem o frontal, isto porque estamos em um ponto de força da natureza.

Faça agora mesmo uma consulta de Tarot online via chat escrito Vida Tarot

Banhos de descarrego com Sal Grosso

Um dos banhos mais comuns por conta da facilidade de se fazer, além da eficiência e simplicidade.

Apesar disto ele não deve ser tomado sempre, porque ele além de retirar as energias negativas, retira também as positivas e isto torna a pessoa muito vulnerável.

Este banho deve ser tomado do pescoço para baixo, não se pode lavar o chacra coronário com este tipo de sal, lembre-se que ele não é natural como o do mar.

Basta ferver a água e desligar o fogo quando for colocar o sal, três punhadinhos será o suficiente.

Tem pessoas que colocam nos chacras dos pés um pedaço de carvão, enquanto tomam o banho para absorverem melhor as energias negativas.

Após este banho, que deverá ser feito a noite de preferência, a pessoa deverá tomar um banho energizante, e neste caso use as ervas todas em número 7, ou seja 7 ramos de arruda, 7 folhas de chapéu de couro, 7 folhas de malva cheirosa, 7 folhas de mangueira, 7 folhas de guiné.

O processo será o mesmo ferver a água, desligar o fogo e colocar as ervas, abafar e depois do banho normal, banhar-se com este banho.

Banho de descarrego com Ervas

Sobre este banho, já falei no artigo Banhos Poderosos, mas vou falar novamente caso não tenham lido o anterior.

Este banho é indicado para quem está sendo obsediado ou impregnado com larvas astrais e precisam de um tratamento um pouco mais forte.

Usamos para este tipo de banho ervas quentes, que são ervas que derretem, queimam, dissolvem, limpam, anulam os acúmulos energéticos impregnados em nossas áureas.

Por serem ervas quentes, não podemos lavar a cabeça, o banho tem que ser feito do pescoço para baixo, a quantidade de dias que a pessoa vai tomar este banho, está relacionado diretamente à sua necessidade ou gravidade.

As ervas serão indicadas pela entidade, mas alguns exemplos de ervas quentes, casca de alho, Guiné, pinhão roxo, pimentas, picão preto, mamona, aroeira, arruda, casca da jurema, entre outras.

Mas quem definirá será sempre a entidade.

Ganhe 50% d crédito a mais na primeira compra

Conclusão:

Ao contrário do que a maioria pensa, nós somos os únicos responsáveis por nos carregarmos de energias negativas, com nossos pensamentos, com os nossos sentimentos e principalmente pelos lugares onde andamos.

Seria bom tomar um banho de sal, a cada quinze dias se sentir necessidade, mas lembre-se de tomar um de ervas para energizar, que pode ser de apenas uma rosa branca.

Os banhos de descarrego, devem ser acompanhados por banhos que energizam, pois, estes banhos são muito fortes e desestabilizam a nossa áurea por vezes, se logo após estes banhos tomarmos um para equilibrar e energizar, estaremos em harmonia.

E precisamos estar em harmonia para que a vida aconteça, para que as coisas boas aconteçam em nossas vidas.

Banho de ervas é muito simples e eficaz, nos coloca no eixo sempre que saímos dele.

Gostaram o artigo?

Se sim, compartilhe em suas redes sociais.

Ficou com alguma dúvida, ou quer fazer algum comentário ou sugestão?

Mande-nos um e-mail e teremos o maior prazer em responder.

Até o próximo artigo.

veja os depoimentos