junho 18, 2020

O Arcanjo Rafael: história, orações e passagens na Bíblia.

Quem é o Arcanjo Rafael?

O Arcanjo Rafael é, na tradição bíblica, um dos anjos que estão na presença de Deus e cantam sem parar seus louvores ao Pai.

É conhecido na tradição católica como São Rafael e é um dos anjos mais famosos. Está presente em religiões como o cristianismo, o judaísmo e o islã, além de ser bastante importante para a tradição magística ocidental.

Explicações sobre o nome e atribuições principais

O nome Rafael (em hebraico antigo רָפָאֵל) significa “É Deus quem cura”, ou “Deus cura”, ou “Senhor, cure-nos”. Opõe-se ao significado do nome do demônio Asmodeus: “aquele que fazer perecer”, “aquele que provoca a morte”. Este contraste é destacado no Livro bíblico de Tobias.

anjo rafael

No nome hebraico dos três santos arcanjos (Michaél, Gabriél, Raphaél) existe a raiz -El própria do Deus bíblico e dos nomes teofóricos, isto é, derivados do nome de Deus.

Rafael é o arcanjo do amor e saúde conjugal. É, na Igreja Católica, como na Igreja Ortodoxa, o santo padroeiro de jovens, namorados, cônjuges, farmacêuticos, oftalmologistas, educadores, viajantes e refugiados.

Tradicionalmente é tido que ele apareça justamente como um jovem.

Na iconografia cristã, seus símbolos são o peixe e o frasco de remédios, que simbolizam sua capacidade de curar.

O Arcanjo Rafael se apresenta e é reconhecido pelo filho de Tobit com o nome de Azarias (Tobias 5: 11-17, Tobias 6: 5-9). Na Bíblia, esse nome próprio de pessoa também se refere a outros seres humanos como Azarias, Ananias e Misael, mas não a outros anjos.

O Arcanjo Rafael na Bíblia

Arcanjo Rafael é o terceiro anjo mencionado na Bíblia. A ser observado que o Livro de sua aparição, o de Tobias, é reconhecido como válido e canônico para católicos e ortodoxos, mas é apócrifo, ou seja, não é considerado válido, para judeus e protestantes.

Arcanjo Rafael é o guia e o defensor do jovem Tobias, enviado por Deus para ajudá-lo na tarefa que lhe foi confiada por seu pai, que se tornou cego, cego para receber o crédito que ele havia deixado em uma cidade na Média, na antiga Pérsia. No caminho, Arcanjo Rafael consegue um feliz casamento para Tobias com a jovem Sara, a cura dos sofrimentos causados por forças demoníacas e cura também Tobit, o pai de Tobias, da cegueira.

Somente no final de sua missão, antes de deixá-los para retornar ao céu, ele se revela, declarando-se “um dos sete espíritos que estão sempre prontos para entrar na presença da majestade do Senhor” e se encarregando de escrever o que aconteceu.

Sendo um personagem de um Livro da Bíblia não reconhecido pelos protestantes, Arcanjo Rafael não é reconhecido pela maioria das confissões evangélicas. Além disso, os anjos mencionados nos livros mais antigos da Bíblia hebraica não têm nome; O rabino Simeon ben Lakish, de Tiberíades, afirmava que todos os nomes específicos dos anjos haviam sido trazidos pelos judeus da Babilônia.

Uma história do Novo Testamento ligada, ainda que indiretamente, a Arcanjo Rafael (mas também a outros arcanjos, como Miguel) é a do milagre realizado por Jesus no tanque de Betesda; Rafael é de fato identificado com o Anjo que, na história do evangelista, de vez em quando descia no tanque e agitava a água, permitindo a cura de qualquer doença ao primeiro que mergulhasse nela após o movimento da água (João 5,4). Essa identificação permaneceu no culto, tanto que o trecho da cura do cego era lido nas missas dedicadas ao santo.

O arcanjo Rafael: liturgia, culto e devoção no catolicismo

Arcanjo Rafael: Liturgia, culto e devoção no catolicismo

O nome de Arcanjo Rafael está ausente nos sacramentos e livros da Igreja Católica até o século XI, embora a adoração popular seja mais antiga.

O primeiro registro católico escrito é o de um livro da cidade de Ivrea, na região de Piemonte, norte da Itália, em uso no século XI, que relata a festa litúrgica em 3 de janeiro.

No século XV, um missal de Bordeaux indicou duas festas, em 8 de julho e 13 de outubro, e o culto ao arcanjo foi se espalhando por diversas cidades.

Em 1651, o Papa Inocêncio X deu à cidade de Córdoba permissão para celebrar a festa da aparição de São Rafael em 7 de maio, o dia em que o anjo teria se revelado como o guardião celestial da cidade.

Posteriormente, o hábito de celebrar a festa litúrgica em 24 de outubro foi consolidado, e essa data foi aceita pelo Papa Bento XV, que estendeu a festa de São Rafael a toda a Igreja Católica.

Particularmente devotado ao arcanjo Rafael era São João de Deus, a quem o anjo teria aparecido, garantindo-lhe proteção em sua obra de cuidar dos doentes e dos pobres; essa devoção continuou na ordem que ele fundou, os Irmãos Hospitalários.

Em consequência da influência de Arcanjo Rafael no catolicismo e dos hospitais católicos, inúmeros hospitais são dedicados a Rafael.

O Arcanjo Rafael no Islã

Diferentemente de Jibrāʾīl (Gabriel) e Mīkaʾīl (Miguel), seu nome não aparece no Corão. Está longe de ser certo que Israfil, (que talvez venha do hebraico Serāfīm) seja a adaptação árabe-islâmica de Rafael. No entanto, na literatura religiosa, seu nome aparece como o do anjo da cura divina.

O Arcanjo Rafael na magia cerimonial ou Teurgia

Na magia cerimonial, o Arcanjo Rafael é associado ao planeta Mercúrio. Favorece, além da cura, a comunicação. É o adversário do demônio Asmodeus e é tido que os rituais feitos com o direcionamento para Rafael e Mercúrio propiciem um aumento da visão e da percepção para o mago.

O Arcanjo Rafael na Teosofia e no esoterismo dos Sete Raios

Na Teosofia, Rafael é o responsável pela chama da Cura e Ciência do 5º Raio, juntamente com o seu complemento divino, sua chama gêmea, a Bem Amada Arqueia Maria, a Rainha dos Anjos. Juntos trabalham para a cura do planeta.

O Arcanjo Rafael favorece os cientistas, porque o raio em que ele está, diferentemente do terceiro raio, que se baseia na mente abstrata, e do quarto, que é a ligação entre o espiritual e o físico, tem um foco de atuação muito intenso na mente concreta, no mundo prático.

Portanto não é o raio do filósofo, e sim do cientista, com seu impulso de investigar, de tentar entender os fenômenos da natureza, do mundo objetivo. Isso se liga também com a questão da cura e da medicina também, na ação direta para a cura dos corpos doentes.

O Arcanjo Rafael na Umbanda

Na Umbanda, o arcanjo Rafael faz parte da linha de Yori/Ibejadas (Cosme e Damião) e é o tutor e o mediador divino da vibração de Iemanjá (a senhora da vida).

Está ligado também à linha do oriente, aos ciganos, e chefia os anjos da guarda; em comum com a Teosofia, é o anjo da ciência. E assim como no catolicismo e na Teosofia, ele é invocado para curar doenças, abrir a mente e ter boas inspirações.

Também auxilia na inspiração para a escrita, estando ligado à comunicação.

Orações do arcanjo Rafael

Oração umbandista para Rafael

Guardião da saúde e da cura,
Peço que seus raios curativos desçam sobre mim,
Dando-me saúde e cura.
Guardai meus corpos físico e mental,
Livrando-me de todas as doenças.
Expandi sua beleza curativa em meu lar,
em meus filhos e familiares, no trabalho que executo,
Para as pessoas com quem convivo todos os dias.

Afaste a discórdia e ajude-me a superar conflitos.
Arcanjo Rafael, transforme a minha alma e o meu ser,
Para que eu possa sempre refletir a sua Luz.

Oração a São Rafael para afastar as doenças

Ficai conosco, ó arcanjo Rafael, chamado Medicina de Deus! Afastai para longe de nós as doenças do corpo, da alma e do espírito e trazei-nos a saúde e toda plenitude de vida prometida por Nosso Senhor Jesus Cristo. Amém.

Oração de cura a São Rafael o Arcanjo

Ó bom São Rafael Arcanjo, guia espiritual, eu o invoco como patrono dos que sofrem de enfermidades ou dores corporais.

Você preparou o remédio que curou a cegueira do Ancião Tobit, e o seu nome significa “O Senhor cura”.

Dirijo-me a você, implorando por sua ajuda divina em minha necessidade atual (mencione o pedido).

Se for da vontade de Deus, digne-se a curar a minha doença, ou pelo menos conceda-me a graça e a força de que preciso para poder suportá-la com paciência, oferecendo-a para o perdão dos meus pecados e para a salvação da minha alma.

Ensina-me a unir meus sofrimentos aos de Jesus e Maria e a buscar a graça de Deus na oração e na comunhão.

Quero imitá-lo em sua ânsia de fazer a vontade de Deus em todos os casos.

Como o jovem Tobias, escolho você como companheiro em minha jornada por este vale de lágrimas. Desejo seguir a sua inspiração em cada passo do caminho, para poder chegar ao fim do meu caminho sob a sua proteção constante e na graça de Deus.

Ó bendito Arcanjo São Rafael, que se revelou como o divino assistente do Trono de Deus, entre em minha vida e ajude-me neste momento de provação.

Conceda-me a graça e a bênção de Deus e o favor que lhe peço por sua poderosa intercessão.

Ó grande Doutor de Deus, digne-se a curar-me como fez com Tobias, se for essa a vontade do Criador.

São Rafael, anjo da saúde, medicina de Deus, rogai por mim.

Amén

Gostou do artigo sobre o Arcanjo Rafael? Comente aqui e compartilhe em suas redes sociais.



Marcello Salvaggio
logotipo amazon

Marcello Salvaggio


Sou escritor e pesquisador nas áreas da religião, da literatura, do misticismo e da história.
Considero a espiritualidade a chave fundamental para o entendimento de nossas vidas, para encontrarmos o verdadeiro sentido de nossa existência, e todo meu trabalho é orientado nesse sentido.
Tenho livros publicados no Brasil e na Itália e sou formado em Letras pela USP e auricoloterapia pelo instituto EOMA, escola especializada em acupuntura e em outros ramos da medicina tradicional chinesa.
No campo da terapia e do aconselhamento, considero essenciais a empatia e o respeito ao livre-arbítrio alheio.

Dúvidas no Amor?

Dinheiro?

Emprego?


Nossos Tarólogos Online respondem tudo!


A partir de R$ 9,90

Consultores VidaTarot

Coloque um ponto final nas suas dúvidas agora mesmo!


Veja também...

outubro 2, 2020

maio 7, 2020

abril 7, 2020

>