dezembro 7, 2020

Amor à primeira vista: quais são os sinais?

O amor à primeira vista existe de verdade?

Sim, ele existe. Pode não ser tão comum ou se manifestar da mesma forma como aparece em filmes e livros, mas pode acontecer. Há casos de muitas pessoas que relatam que se apaixonaram logo de cara.

Há quem diga que o amor à primeira vista quando chega, chega. Ele sabe exatamente como ser reconhecido e faz isso perfeitamente.

O amor à primeira vista não deixa nenhuma saída! Pelo menos para todos aqueles que já sentiram na pele o poder dele alguma vez na vida.

amor-a-primeira-vista

O amor à primeira vista não deixa de ser um conceito que divide opiniões: até porque, ao mesmo tempo que temos um exército de fãs do amor à primeira vista, existe também o grupo igualmente grande daqueles que são muito céticos a respeito e que não admitem que se apaixonar aconteça de uma forma tão instantânea.

Segundo essas pessoas, o sentimento mais intenso e verdadeiro precisa de tempo para se desenvolver.

Mas se por um lado é verdade que o amor mais profundo realmente precisa de tempo, e se há amores que surgem com a convivência e não de uma forma repentina, também é verdade que as pessoas são diferentes e que a vida de cada um se desenvolve de um modo único.

Mas você quer saber a definição exata do termo “amor à primeira vista”?

Segundo algumas pessoas, é um mecanismo de atração não apenas físico, de um turbilhão emocional de 360 graus que nasce quando você encontra uma pessoa especial.

E até aí tudo bem, mas pense que há inclusive quem defenda que o amor, para se definir como tal, deve necessariamente nascer do amor à primeira vista.

Caso a pessoa não se apaixone nem entenda que se apaixonou por outra de cara, então não é amor, alguns vão dizer. O que também é uma visão errada.

Lembre-se sempre: as pessoas são diferentes umas das outras.

Vamos então examinar quais são os sintomas do amor à primeira vista.

Os sintomas do amor à primeira vista

Podemos começar pelas famosas borboletas no estômago.

Sim, porque a sensação tão amada pelos adolescentes, mas que pode atingir o ser humano em qualquer idade, não se alterou durante séculos, e é precisamente o que nos permite distinguir a simples atração do amor à primeira vista capaz de nos dominar. Pelo menos enquanto durar.

Porque, infelizmente, o amor à primeira vista dura pouco. Ele pode sim surgir de cara, mas para sobreviver precisa da convivência, do dia a dia. Quanto a isso não há escapatória, e todos deveriam saber disso.

Como seu corpo reage ao amor à primeira vista?

como-seu-corpo-reage

1 – Você sente o friozinho clássico na barriga.

2 – Você tem a sensação de que sempre conheceu essa pessoa, mesmo que a conheça há dois dias. Se acredita em vidas passadas, pode achar que já o conhece de outras vidas e que por isso a relação entre vocês é tão forte.

3 – Você gostaria de ter uma história de amor com essa pessoa e de gritar para o mundo sobre ela. Quer sair falando para todos os seus amigos e amigas que conheceu alguém maravilhoso.

4 – Você fica pensando sobre isso, e tudo o que você vê, ouve ou imagina faz você pensar nele (ou nela). Nada ao seu redor é a mesma coisa. Tudo se torna mágico, como se de repente alguém tivesse te catapultado para um reino encantado, de conto de fadas.

5 – Quando você vê a pessoa que deseja, sua respiração é interrompida de repente e seu coração acelera de uma hora para a outra. Você também pode sentir palpitações.

6 – Suas mãos tremem, suam ou de repente ficam frias. Pode experimentar até calafrios ou um calor fora do normal, que só não alcança suas mãos.

7 – Você gostaria de ficar ouvindo essa pessoa por horas e horas, mas não consegue nem ouvir o que ela diz, de tão animada e eufórica que se sente. Sua cabeça está nas nuvens.

8 – Você nem percebe o que acontece a alguns centímetros do seu nariz. Fica distraída, aérea, porque todo o seu ser está focado no amor.

9 – O sexo, quando ocorre, pode ser intenso, mas a atração não é meramente sexual, há todo um forte envolvimento.

10 – Você está convencida/o que quer passar o resto da vida com aquela pessoa.

Há uma explicação científica para o amor à primeira vista?

Pense que de um ponto de vista bioquímico, um amor à primeira vista é uma atração repentina e imediata por outra pessoa.

Não estamos falando apenas de características físicas, mas de um transporte emocional muito forte dirigido para um estranho ou quase estranho.

Na Syracuse University, no estado de Nova York, uma equipe de cientistas até conduziu um estudo para calcular quanto tempo leva para se apaixonar por alguém e descobriu que nosso cérebro leva menos de 20 centésimos de segundo para ativar processos químicos que liberam oxitocina, adrenalina e dopamina no corpo, substâncias que geram aquela sensação de bem-estar e excitação semelhante a uma droga.

Também por isso é tão bom se sentir apaixonada/o.

O amor à primeira vista sempre existiu

amor-a-primeira-vista

Já na antiguidade clássica houve uma tentativa de explicar o fenômeno do amor à primeira vista.

Eram as flechas do Cupido, filho da deusa do amor Vênus (ou Afrodite), que faziam os amantes se apaixonar à primeira vista.

Na Idade Média, os romances de cavalaria têm alguns casos de amor à primeira vista, às vezes representado por uma poção mágica, como na história de Isolda e Tristão, um dos cavaleiros do rei Artur.

Como lidar com o amor à primeira vista?

É bom se deixar levar, mas tente manter um mínimo de lucidez para não cair em armadilhas.

Como você ainda não conhece a pessoa, pode ser que ela não seja tudo o que você está pensando sobre ela. Mas se for, ótimo! Não deixe de viver esse amor pelo medo, só fique atenta/o para não se machucar. Seu príncipe pode ser um príncipe de verdade ou um sapo!

É uma experiência que de qualquer forma trará com ela um aprendizado e sensações extraordinárias.

Se aconteceu com outra pessoa, como uma amiga, e você não acredita em amor à primeira vista, não fique condenando-a e dizendo que não existe, que é só fantasia. Respeite-a e deixe-a viver sua própria história, afinal quando menos espera pode acontecer com você também!

Gostou do artigo? Comente aqui e compartilhe em suas redes sociais.



Marcello Salvaggio
logotipo amazon

Marcello Salvaggio


Sou escritor e pesquisador nas áreas da religião, da literatura, do misticismo e da história.
Considero a espiritualidade a chave fundamental para o entendimento de nossas vidas, para encontrarmos o verdadeiro sentido de nossa existência, e todo meu trabalho é orientado nesse sentido.
Tenho livros publicados no Brasil e na Itália e sou formado em Letras pela USP e auricoloterapia pelo instituto EOMA, escola especializada em acupuntura e em outros ramos da medicina tradicional chinesa.
No campo da terapia e do aconselhamento, considero essenciais a empatia e o respeito ao livre-arbítrio alheio.

Dúvidas no Amor?

Dinheiro?

Emprego?


Nossos Tarólogos Online respondem tudo!


A partir de R$ 9,90

Consultores VidaTarot

Coloque um ponto final nas suas dúvidas agora mesmo!


Veja também...

agosto 20, 2021

agosto 6, 2021

julho 20, 2021

>