novembro 6, 2020

Amarração amorosa: quais os riscos?

COMPARTILHE

A tentação da amarração

Amarração amorosa

A amarração amorosa não é nada fácil, e são causa de bastante sofrimento, a rejeição, a paixão não correspondida e o fim de um namoro ou casamento.

São desafios com os quais todos nós já lidamos ou vamos ter que lidar no decorrer da vida, exceto se considerarmos alguns casos muito raros de pessoas extremamente sortudas no amor.

Acaba sendo então comum que algumas pessoas busquem uma solução aparentemente simples para resolver essas dores e chegar à felicidade através da assim chamada amarração amorosa.

É uma ideia bastante tentadora ter a pessoa amada ao lado em um passe de mágica. E todos temos o livre-arbítrio para ir por esse caminho. Mas e o livre-arbítrio do outro? Essa é uma questão que precisa ser pensada muito seriamente, e devemos portanto ponderar sobre os riscos que uma amarração amorosa envolve.

Se tudo fosse tão simples e a amarração terminasse em um mar de rosas, pense que os problemas amorosos de todos estariam resolvidos!

Mas sabemos que as coisas não funcionam bem assim.

As dificuldades no amor

A pessoa que busca a amarração amorosa muitas vezes é uma pessoa imatura e busca a resolução imediata para seus problemas. Não cabe aqui julgar, não se trata simplesmente de maldade, mas de uma imaturidade e/ou pressa ou desespero que podem levar a uma decisão equivocada.

Há pessoas que se cansam de tanto sofrer no amor, de verem os outros felizes, enquanto elas só se estrepam. As emoções dominantes acabam sendo de tristeza, frustração e até inveja. Afinal, todos são humanos e sujeitos a sentimentos negativos. O problema está em se deixar levar por esses sentimentos.

Eles acabam estimulando instintos mais primitivos e infantis. “Eu quero ele/ela”; “Não é justo que ele queira aquela outra e não olhe para mim”, pensamentos do tipo afloram e o indivíduo se sente estimulado a buscar um alívio imediato para curar essa ferida.

Os feiticeiros de amarração fazem promessas: “Trago a pessoa amada em X dias”, mas até que ponto, mesmo que essas promessas sejam realizadas, temos uma garantia de felicidade?

Pelo contrário, os feitiços de amor tem consequências. E podem ser bastante sérias, mesmo quando num primeiro momento pareça que as coisas estão funcionando bem. Há um preço para a amarração amorosa que está nas entrelinhas, que não é só o dinheiro que você paga a quem faz o feitiço.

O que é exatamente a amarração amorosa?

Não é um feitiço raro, tanto que você pode encontrar mesmo na rua diversos anúncios de pessoas que oferecem esse tipo de serviço.

O que é exatamente a amarração amorosa

“Amarrar”, no caso, significa prender uma pessoa a outra, ligar amorosamente duas pessoas por um meio espiritual. A promessa é que graças a isso vocês ficarão juntos e serão felizes graças a uma ajuda do mundo espiritual.

Uma pessoa que por exemplo foi abandonado, poderia através desse feitiço ter “de volta” o ente amado. Ou então alguém que é rejeitado e não correspondido de repente passa a ser correspondido, e o fogo que antes não havia de um lado finalmente se acende.

Mas vamos nos perguntar: quem acende esse fogo? A troco do quê? E você tem certeza que esse não é um fogo que pode te queimar?

Em termos de métodos, os feitiços de amarração variam bastante. Até porque podem ser realizados seguindo diferentes tradições. O que se sabe é que são acordos, tratados, com entidades nada sutis.

Podem incluir às vezes sacrifícios de animais. Por exemplo, uma cobra e um sapo mergulhados em uma substância que ficam ali dentro, “amarrados” como o casal ficará depois.

O trabalho das entidades do astral denso consistiria em atiçar o desejo sexual de quem não o sente por quem fez o pedido do trabalho.

São feitas promessas que uma pessoa que foi deixada terá seu amor de volta a seus pés. A pessoa vítima do feitiço ficará pensando o tempo todo no requerente e não o deixará nunca mais, são o que os feiticeiros dizem, que a amarração é forte, que os seus guias são de Luz e que não há risco e nem comprometimentos futuros.

Espiritos e Entidades de Luz seriam capazes de ignorar a Lei Divina do Livre arbítrio?

Mas quais afinal são os perigos de uma amarração amorosa?

As promessas fazem o solicitante voltar a se sentir bem e ter fé em si mesmo. Isso até pode ajudar, inclusive, com uma elevação da autoestima, ajuda a reconquistar ou conquistar a pessoa que se quer, independentemente da “força” das entidades.

No entanto, nada é gratuito e realmente simples quando se lida com acordos espirituais.

O requerente também ficará “amarrados”, mas às entidades às quais fez o pedido. De modo que ficará aberto a ataques de espíritos obsessores e de entidades de baixo nível espiritual.

Não é incomum, entre casais que recorreram à amarração, ver muitas brigas entre o casal, traições e distanciamento emocional mesmo que continuem juntos.

E por quê?

A resposta é que as entidades ficam ao redor do casal. Se quem fez a amarração não quis respeitar o livre-arbítrio de outra pessoa, por que elas deveriam respeitar o livre-arbítrio de quem fez o trabalho? Elas começam a exigir a energia dessas pessoas, a começar pela energia sexual.

A pessoa que “volta” para a outra, ou que de repente se interessa por quem antes se interessava, caso o trabalho “funcione”, está sob um estado hipnótico gerado pelos espíritos negativos. Que usam e sugam sua energia sexual aflorada.

Muitos solicitantes de amarração nem mesmo levam em conta se a outra pessoa está comprometida. Este é um grave erro de interferência no livre-arbítrio alheio que tem consequências kármicas, pois se leva a um rompimento de outro relacionamento não por forma natural.

Não necessariamente a amarração atinge qualquer pessoa. Alguns, especialmente praticantes mais avançados na espiritualidade, têm uma proteção maior e não são atingidos. Mas outros se toram como “marionetes” das entidades e, mesmo que alguém não seja atingido, a energia do feitiço de qualquer forma se volta contra quem praticou na forma de obsessão espiritual.

Uma vez que a porta para o astral inferior é aberta, pode ser bem difícil fechá-la.

Que efeitos negativos uma amarração amorosa pode gerar?

Que efeitos negativos uma amarração amorosa pode gerar

1 – Brigas recorrentes: elas podem ocorrer tanto no relacionamento de uma pessoa comprometida que foi vítima, estimuladas pelas entidades que querem a separação, como no relacionamento de quem fez a amarração e no começo parecia que tudo tinha sido bem-sucedido: afinal, a pessoa que foi “amarrada” não está com o/a requerente por livre e espontânea vontade, e sim forçada pelas entidades.

Os parceiros às vezes nem conseguem ficar perto um do outro sem discutir ou brigar.

2 – Perversões e desvios: Devido à obsessão das entidades, tanto quem pede a amarração como quem é vítima podem começar a sofrer com vícios, como álcool, drogas ou pornografia. Até porque muitas vezes são vícios dessas entidades, que encontram nesses excessos uma forma de sugar energia e obter as sensações prazerosas através de suas vítimas.

3 – Desequilíbrios e doenças mentais: Até em decorrência dos vícios, ou independentemente deles, por influência das entidades, a pessoa pode começar a apresentar transtornos mentais. Até porque ela não é mais somente ela. Fica acompanhada quase que o tempo todo, e por entidades que não são entidades de amor, que querem o bem, mas apenas ter satisfação pessoal.

4 – Agressividade: A pessoa amarrada, até pelo desejo sexual aumentado, pode começar a sentir um ciúme doentio, que pode levar inclusive a brigas que cheguem ao nível da agressão física. Muito cuidado!

Podem ocorrer mudanças bruscas de humor e comportamentos estranhos, que não são naturais da pessoa, e uma conversa normal de repente pode virar uma discussão sem causa aparente.

5 – Infidelidade: As entidades do feitiço de amarração, até por estimularem muito o desejo sexual, podem estimular também a traição. Vocês podem ficar juntos, ele/ela pode não conseguir te largar, mas não necessariamente será fiel.

Até porque, lembre-se, o sentimento dessa pessoa por quem requereu o feitiço não é natural, e sim artificial. Não existe cumplicidade nem desejo de estar ali.

Amarração amorosa sempre funciona?

Para a Amarração amorosa funcionar, é necessário que a pessoa alvo do feitiço esteja vibrando numa faixa mais baixa, esteja dando abertura as influências espirituais. Isso pode acontecer com qualquer pessoa, pois é fato que são poucos os que mantem uma postura equilibrada, manter bons pensamentos e emoções em equilíbrio.

Vícios, fofocas, inveja, raiva, promiscuidade, pensamentos negativos ou de vingança, são as principais portas de entrada para espíritos trevosos entrarem na vida de alguém. Dessa forma é provável que o requerente alcance seu objetivo de ter o seu objeto de desejo “ao seu lado” mesmo que contra a vontade.

Pessoas que trabalham a sua espiritualidade, cuidam da energia pessoal e dos ambientes, vive a vida com amor por si e pelo próximo, terão uma proteção natural a esse e a outros tipos de obsessão espiritual e também as demais influências espirituais. Pois terão um nível vibracional mais alto, onde as entidades pactuadas não conseguem acessar. Porém esse padrão de vibração deve ser mantido e conservado, por que qualquer brecha dada é uma possível porta de entrada para influências negativas. Orai e Vigiai

Mantendo uma boa vibração os feitiços não irão afetar o indivíduo alvo da amarração, recaindo todas as energias negativas no requerente, não pense que as entidades ficam de “mãos vazias” ele irão cobrar seu preço, aqui nessa vida e também na vida espiritual.

Em conclusão, se está pensando em fazer uma amarração amorosa, pense e repense muito bem. Pode ser algo que terá consequências desastrosas na sua vida a curto prazo e também a longo.

Não é tão fácil se livrar de obsessões. Pergunte-se: é isso o que quero para minha vida? Para a vida dos meus filhos? Pois quando se faz um acordo com espíritos / entidades que não enxergam problemas em interferir no livre arbítrio de alguem, saiba que essas entidades também não terão problemas em vampirizar todos os moradores da casa, alimentando da energia vital de todos sem distinção.

A pessoa que você tanto está desejando pode nem ser a pessoa certa para você. E insistindo em ficar com ela a qualquer custo você pode estar correndo o risco de perder alguém que realmente irá te amar, que é para você.

Valorize-se, trabalhe a sua autoestima, e conseguirá alguém que goste de você de verdade, sem precisar recorrer a feitiços que interferem no livre-arbítrio alheio.

Eu preciso fazer algo a respeito dessa dor!

Algumas pessoas que chegaram até aqui, devem estar questionando ou afirmando que seu relacionamento não está indo bem ou acabou, porque há muita inveja, olho gordo, maldades ou interferências de outras pessoas. E por conta disso que as coisas não estão bem na sua vida e irá fazer sim a amarração amorosa.

Sim, com certeza, há muitas energias que atrapalham um relacionamento e é preciso sim fazer algo a respeito, mas nesses casos, escolher o caminho da amarração amorosa é por lenha na fogueira, é aumentar as influências, as disputas pela energia do casal.

Lembrando sempre que as entidades ou os espíritos Guardiões de Luz, Sabedoria e Cura se obrigam a respeitar e não interferir no livre arbítrio, justamente porque conhecem suas consequências kármicas e jamais indicariam a amarração amorosa como solução para ter quem se ama ao seu lado.

Os espíritos e entidades que aceitam acordos e pactos para amarrar, hipnotizar, mexer no campo mental e energético de um outro ser, têm somente interesse na energia vital que irá tomar de você e das pessoas próximas.

Nos casos onde é necessário fazer desobsessão, ou tratamento espiritual é sempre recomendado buscar auxílio em lugares comprovadamente sérios, que trabalham respeitando as Leis Divinas, que respeitam e praticam o livre arbítrio. Assim se seu relacionamento vai mau, ou acabou por conta de energias negativas, mas há sentimentos de ambos e desejo de restaurar a relação, há alguns caminhos muito melhores e que não geram Karma, como:

  • Psicoterapia individual ou de casal
  • Limpeza espiritual e energética
  • Orações,
  • Mentalizações,
  • Reforma de comportamentos e padrões.
  • Melhorar a autoestima
  • Mudar, transformar, restabelecer, pois já vi muita gente que queria ele (a) e depois de um “tempinho mesmo”, não queria mais e já estavam com outras pessoas.

O Amor quando é verdadeiro não prende. Ele flui… de coração para coração. Une, jamais aprisiona!

Gostou do artigo? Comente aqui e compartilhe em suas redes sociais.

Gratidão, Paz e Luz


Compartilhe!



Veja também...

novembro 9, 2020

novembro 5, 2020

outubro 29, 2020

__CONFIG_colors_palette__{"active_palette":0,"config":{"colors":{"62516":{"name":"Main Accent","parent":-1}},"gradients":[]},"palettes":[{"name":"Default Palette","value":{"colors":{"62516":{"val":"var(--tcb-skin-color-0)"}},"gradients":[]},"original":{"colors":{"62516":{"val":"rgb(19, 114, 211)","hsl":{"h":210,"s":0.83,"l":0.45}}},"gradients":[]}}]}__CONFIG_colors_palette__
__CONFIG_colors_palette__{"active_palette":0,"config":{"colors":{"b4fbe":{"name":"Main Accent","parent":-1}},"gradients":[]},"palettes":[{"name":"Default Palette","value":{"colors":{"b4fbe":{"val":"var(--tcb-skin-color-0)"}},"gradients":[]},"original":{"colors":{"b4fbe":{"val":"rgb(19, 114, 211)","hsl":{"h":210,"s":0.83,"l":0.45}}},"gradients":[]}}]}__CONFIG_colors_palette__
Publicação Anterior
__CONFIG_colors_palette__{"active_palette":0,"config":{"colors":{"b4fbe":{"name":"Main Accent","parent":-1}},"gradients":[]},"palettes":[{"name":"Default Palette","value":{"colors":{"b4fbe":{"val":"var(--tcb-skin-color-0)"}},"gradients":[]},"original":{"colors":{"b4fbe":{"val":"rgb(19, 114, 211)","hsl":{"h":210,"s":0.83,"l":0.45}}},"gradients":[]}}]}__CONFIG_colors_palette__
Próxima Publicação

Deixe seus comentários...

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>