agosto 2, 2021

Banho de erva-cidreira, para que serve

Características principais da erva-cidreira

Características principais da erva-cidreira

A erva-cidreira (nome científico Melissa officinalis) é conhecida pelas suas propriedades medicinais e também muito apreciada como erva aromática e para a preparação de infusões refrescantes com sabor citrino.

As partes utilizadas são principalmente as folhas, mas também as flores e caules, colhidos imediatamente antes ou durante a floração.

Tem sido amplamente utilizada nos últimos séculos, em preparações especializadas como, por exemplo, o espírito de melissa, chamado de “água anti-histérica”, porque é particularmente útil para acalmar o nervosismo em mulheres jovens.

Segundo certas teorias da espagiria (uma parte da alquimia que estuda plantas e vegetais), a erva-cidreira é a planta de Vênus por excelência, ou seja, uma planta medicinal para os males femininos.

Conhecida desde a Idade Média por suas propriedades anti-histéricas e sedativas, é capaz de tratar distúrbios gástricos e náuseas de hiperexcitabilidade, amenorreia e dismenorreia de origem psíquica.

Na medicina herbal (herbalismo), da erva-cidreira são usadas principalmente as folhas, mas também as flores e os caules.

Os extratos da planta contêm: triterpenos, ácido cafeico e diversas outras substâncias como luteolina, quercetina e apigenina.

Um óleo essencial também pode ser obtido a partir dela e ajuda no relaxamento.

Atualmente, a Melissa officinalis é usada como sedativo em alguns estados de ansiedade e inquietação e também em doenças gastrointestinais dispépticas, graças à sua ação espasmolítica e no tratamento da enxaqueca.

Contraindicações e efeitos colaterais da erva cidreira

É contraindicada para pessoas com glaucoma e que sofrem de hipotireoidismo. Não existem estudos clínicos controlados conhecidos em mulheres grávidas e lactantes de acordo com a prática médica geral, e certos derivados da erva não devem ser utilizados sem primeiro ouvir o parecer do médico ou de algum profissional de saúde competente. (Guia bibliográfico dos fitoterápicos mais conhecidos.

A erva-cidreira e seu uso na culinária

A erva-cidreira e seu uso na culinária

De uso popular, a erva-cidreira é avaliada como uma erva aromática: suas folhas frescas são usadas para dar sabor a muitos alimentos.

A preservação faz-se cortando a planta ainda em floração: os ramos são amarrados em pequenos feixes e pendurados para secar em local fresco e seco.

Este tipo de planta também é cultivada industrialmente: na verdade, as folhas e flores frescas são colhidas duas vezes por ano e destiladas; o produto obtido é a essência da erva-cidreira, utilizada não só na perfumaria mas também na preparação de algumas bebidas alcoólicas, em licores como o absinto.

Na cozinha é utilizada como erva aromática para dar sabor a vários pratos.

Aprecia-se o cheiro agradável que vem da fricção das folhas.

A erva-cidreira é uma boa planta melífera, mas não é possível produzir mel em quantidades razoáveis devido à presença esporádica da planta, tanto cultivada como silvestre.

A erva-cidreira na jardinagem

A erva-cidreira pode ser facilmente cultivada no jardim com qualquer tipo de solo. Os resultados serão melhores se o solo for fresco e leve.

Uma área parcialmente sombreada é preferível. A semeadura ocorre na primavera diretamente ao ar livre.

Ela também pode prosperar pela divisão dos tufos, enterrando as mudas a uma distância de cerca de 30 cm para que tenham espaço suficiente para crescer e engrossar. Neste período as mudas serão regadas abundantemente. Somente quando as mudas criarem raízes que o ato de regar será reduzido para não comprometer o conteúdo aromático das plantas.

O óleo essencial de erva-cidreira

O óleo essencial contido nos pelos glandulares presentes nas folhas tem propriedades antibacterianas, antifúngicas e antiespasmódicas, úteis no tratamento de insônia, nervosismo, ansiedade depressiva, transtornos digestivo, cólicas estomacais e dismenorreia menstrual.

Não é à toa que facilita no relaxamento.

Como preparar um bom chá de erva-cidreira

chá de erva-cidreira

Para preparar um chá de erva-cidreira na forma de uma infusão, use uma colher de chá de folhas secas de para cada 250 ml de água quente.

Despeje a erva-cidreira seca em cada xícara e despeje em cima a água quente. Deixe em infusão por 5 minutos e filtre. Se necessário, adoce a gosto.

Se quiser preparar um chá de erva-cidreira na forma de uma decocção, usando a erva-cidreira fresca, você precisará de duas colheres de chá de folhas de erva-cidreira picadas para cada 250 ml de água.

Deixe a água ferver com as folhas frescas de erva-cidreira, isso por 5 minutos, filtre e despeje.

Para tornar o chá mais agradável, você pode adicionar algumas gotas de suco de limão ou escolher um adoçante natural, como mel ou xarope de agave. Você pode beber 1 ou 2 xícaras por dia.

O chá é recomendado em casos de estresse, insônia, agitação, gripe, resfriado, dores abdominais e dores de estômago.

Banho de erva-cidreira

O banho de erva-cidreira se popularizou principalmente na umbanda, de acordo com a qual é um tipo de banho que pode servir inclusive para desenvolver dons espirituais, além de proporcionar relaxamento e calmaria para os nervos, especialmente no caso de uma pessoa que é muito estressada.

Se você se envolve muito em brigas, discussões, e está se tornando uma pessoa de difícil convivência, este banho é para você!

Caso não esteja numa fase tão nervosa, de qualquer forma o banho pode trazer benefícios, e segundo os umbandistas entre os dons que ele pode facilitar há inclusive a mediunidade.

Para fazer esse banho, coloque dentro de uma panela com água fervendo uma quantidade grande de erva-cidreira, pode colocar bastante, já que é um banho sem contraindicações conhecidas.

Não tenha pressa. Depois de ferver deixe tudo esfriar, mas sem deixar na geladeira, apenas deixe a preparação exposta à temperatura ambiente.

Depois que tiver esfriado, coe e separe para banho.

Primeiro então tome um banho normal, como em todos os dias. Use bastante sabonete se quiser, sem preferência por nenhum específico, e só depois disso você vai despejar a água de erva-cidreira em você, de cima para baixo.

Você visualizar tranquilidade e espiritualidade para sua vida, as questões difíceis se acalmando. Relaxe bem. Se quiser, pode fazer uma meditação antes e/ou  depois do banho.

A atitude mental faz toda a diferença.

A erva-cidreira na história e curiosidades

O médico árabe Avicena, no século XI, atribuiu a ela a capacidade de “confortar o coração”.

Paracelso a recomendava para melhorar a memória.

Carlos Magno ordenou seu cultivo nas hortas medicinais do reino, para tê-la sempre em abundância. Não por acaso, durante a Idade Média, teve um período de grande fama como planta medicinal.

Em 1600, na França, os monges carmelitas consideravam a água de erva-cidreira um remédio para todas as doenças.



Marcello Salvaggio
logotipo amazon

Marcello Salvaggio


Sou escritor e pesquisador nas áreas da religião, da literatura, do misticismo e da história.
Considero a espiritualidade a chave fundamental para o entendimento de nossas vidas, para encontrarmos o verdadeiro sentido de nossa existência, e todo meu trabalho é orientado nesse sentido.
Tenho livros publicados no Brasil e na Itália e sou formado em Letras pela USP e auricoloterapia pelo instituto EOMA, escola especializada em acupuntura e em outros ramos da medicina tradicional chinesa.
No campo da terapia e do aconselhamento, considero essenciais a empatia e o respeito ao livre-arbítrio alheio.

Dúvidas no Amor?

Dinheiro?

Emprego?


Nossos Tarólogos Online respondem tudo!


A partir de R$ 9,90

Consultores VidaTarot

Coloque um ponto final nas suas dúvidas agora mesmo!


Veja também...

agosto 23, 2021

julho 16, 2021

julho 13, 2021

>