fevereiro 5, 2021

Vida Sexual: 6 hábitos que te ajudarão a ter uma boa vida sexual

Desfrutar de uma vida sexual boa e ativa é um dos aspectos que têm um efeito poderoso sobre o humor, a saúde emocional e o bem-estar físico.

Embora associemos a relação sexual com prazer e reprodução, seus benefícios vão muito além das funções de alguns dos principais sistemas do corpo.

Também é bom lembrar que uma boa vida sexual é um dos pilares do relacionamento do casal, pois fortalece o vínculo, os sentimentos e melhora a confiança e a comunicação.

Às vezes, a libido diminui e, como o mesmo acontece com a atividade sexual, ou então o pico do prazer não é atingido, alguns problemas começam a surgir.

Por este motivo, é essencial seguir um estilo de vida saudável e praticar alguns hábitos que podem melhorar a sua vida sexual.

Aqui estão alguns dos mais importantes! Descubra-os!

1. Alimentação saudável

Alimentação saudável

Mesmo que a maioria das pessoas não saiba, os hábitos alimentares corretos afetam a libido e a atividade sexual.

Enquanto uma dieta baseada em gorduras e alimentos processados ​​afeta negativamente a atividade dos hormônios sexuais, os alimentos naturais podem melhorá-la.

São uma excelente fonte de energia e nutrientes essenciais que, além de melhorarem o estado físico, preservam o equilíbrio hormonal.

É bom lembrar que alguns alimentos possuem propriedades afrodisíacas. Portanto, se ingeridos regularmente, podem aumentar o desejo sexual.

Coma mais:

    Frutas e vegetais frescos;

    Grãos inteiros;

    Trigo e leguminosas;

    Carnes magras;

    Peixes.

2. Gerencie o estresse para uma boa vida sexual

Gerencie o estresse para uma boa vida sexual

O estresse é um dos principais inimigos da vida sexual. Muito trabalho, brigas e problemas econômicos podem aumentar esse estado de espírito que, por sua vez, reduz o desejo sexual.

O não controle desse aspecto aumenta a sensação de fadiga física e, mesmo que não percebamos, altera alguns hormônios.

É fundamental gerenciar o estresse de forma adequada, por meio de terapias de relaxamento, descanso e atividades prazerosas.

Você pode praticar yoga, meditar, ter um hobby de que goste realmente: todas essas são coisas que ajudarão você a diminuir seu nível de estresse.

3. Pratique atividade física para ter uma boa vida sexual

Quem vive uma crise de casal deve levar em consideração os diversos benefícios que a atividade física oferece na esfera sexual.

Pratique atividade física para ter uma boa vida sexual

Esse hábito, que melhora muitos aspectos da saúde física, aumenta a produção de hormônios do bem-estar. Como resultado, melhora a libido e permite uma boa vida sexual.

A prática diária de esportes equilibra hormônios como a serotonina e as endorfinas, ambos associados a relações sexuais prazerosas.

Também permite fortalecer os músculos de todo o corpo e, ao melhorar o desempenho físico, permite ter relações mais duradouras.

Atividades para fortalecer a região pélvica podem ajudar em casos de disfunções sexuais, como vaginismo ou anorgasmia.

4. Evite o fumo e outros vícios

Um grande número de problemas sexuais está relacionado ao tabagismo.

As disfunções sexuais, assim como a diminuição da libido, podem ocorrer devido aos efeitos das toxinas contidas nos cigarros.

Essas substâncias prejudicam a atividade dos hormônios sexuais. Eles afetam a circulação e também alteram o funcionamento dos órgãos reprodutivos.

A bebida alcoólica também, se não houver moderação, pode levar a problemas sexuais.]

Nenhum problema em tomar eventualmente um vinho ou uma cerveja. O grande problema está no excesso na bebida.

5. Evite relacionamentos tóxicos

A esfera emocional é fundamental na esfera sexual e, portanto, ter um relacionamento tóxico pode impedir que você se sinta satisfeito e desfrute de uma boa vida sexual.

Evite relacionamentos tóxicos

Nas relações de casal é necessário sentir confiança, cumplicidade e amor mútuos; estes, além disso, são componentes que criam uma maior compreensão durante a relação sexual.

Pessoas que são vítimas de pressão, chantagem ou violência do parceiro podem passar a não gostar do sexo e, até certo ponto, o fazem como se fosse uma obrigação.

Identificar esses eventos é fundamental, pois a falta de controle pode causar impactos físicos e emocionais na vítima.

Perseguição, ciúmes excessivos e tudo o que leva o relacionamento a perder a leveza, e a se tornar algo até mais estressante do que o trabalho e as obrigações do dia a dia, podem fazer um parceiro a ter diminuído não só seu carinho pelo outro, mas também seu desejo sexual.

Não adianta nada ficarmos bonitos, bem cuidados e perfumados se atormentamos o parceiro. Todas as aparências se esvaem diante do problema maior que é a falta de harmonia no casal.

Se for necessário e tiverem recursos, busquem um terapeuta de casais que poderá ajudá-los a diminuir a toxicidade do relacionamento, assim não permitindo que ela envenene a sua vida sexual, pois ela de fato se torna um veneno.

6. Melhore o nível de informação sobre a área sexual

A educação sexual é fundamental para se ter relacionamentos melhores sob todos os pontos de vista.

Permite-nos aprimorar o ato sexual e aumentar o desejo de descobrir o nosso corpo e os elementos úteis para desfrutar plenamente do prazer.

Além disso, é um fator essencial para a saúde reprodutiva, pois nos fornece informações sobre gravidez, práticas de risco e métodos contraceptivos.

Saber sobre novas posições pode te ajudar a ter novas formas de prazer através da experimentação.

Práticas como o tantra também podem te ajudar a conectar melhor vida sexual e espiritualidade.

Além dos hábitos citados, existem muitos outros que ajudam na vida sexual e que devem ser levados em consideração quando há algum problema.

Conseguir se comunicar bem com seu parceiro e escapar da rotina são outros complementos que promovem uma boa vida sexual.

Também evite comparações: ao conversar sobre sexo com amigas ou amigos, não fique comparando suas relações ou o desempenho do parceiro com o que acontece no relacionamento alheio.

Centre-se em você e no seu relacionamento, e o que precisar trabalhar e discutir, faça isso internamente, para não gerar problemas para si e para o companheiro.

O diálogo é sempre fundamental, por isso também evite brigas bobas e prefira as discussões construtivas. Cultivem abertura nos temas sobre sexo. E se não houver essa abertura, talvez seja o momento de rever e repensar algumas coisas no relacionamento.

Lembre-se dessas dicas, independentemente de você ter ou não dificuldades sexuais.

De qualquer forma elas poderão ser bastante úteis tanto hoje como em outros momentos de sua vida!



Marcello Salvaggio
logotipo amazon

Marcello Salvaggio


Sou escritor e pesquisador nas áreas da religião, da literatura, do misticismo e da história.
Considero a espiritualidade a chave fundamental para o entendimento de nossas vidas, para encontrarmos o verdadeiro sentido de nossa existência, e todo meu trabalho é orientado nesse sentido.
Tenho livros publicados no Brasil e na Itália e sou formado em Letras pela USP e auricoloterapia pelo instituto EOMA, escola especializada em acupuntura e em outros ramos da medicina tradicional chinesa.
No campo da terapia e do aconselhamento, considero essenciais a empatia e o respeito ao livre-arbítrio alheio.

Já consultou nossos Tarólogos?

A partir de R$ 9,90


Faça sua consulta online agora mesmo!


Consultores VidaTarot

Coloque um ponto final nas suas dúvidas sobre Amor, Dinheiro, Emprego etc.


Veja também...

agosto 20, 2021

agosto 6, 2021

julho 20, 2021

>